O cinéfilo já não precisa mais ter fôlego de maratonista para acompanhar a Mostra Indie, uma das mais importantes mostras de cinema do país, criada em BH há 15 anos e que teve sua proposta alterada devido, principalmente, à crise na área cultural - o que fez minguar os recursos e diminuir substancialmente o número de títulos, que um dia já chegou a 150.

Em seu lugar, entra um estilo “Usain Bolt”, rápido, concentrado e garantido, como o espectador irá perceber a partir de amanhã, nas salas do Cine Humberto Mauro e do Sesc Palladium. “As questões econômicas e políticas nos fizeram rever a programação, apostando em menos e melhores filmes. Quando era muito extensa, a gente podia extrapolar, indo além do que gostávamos”, registra a coordenadora Francesca Azzi.

Dentre os 30 filmes selecionados, estão obras premiadas em festivais e assinadas por diretores que vêm se destacando no cenário mundial, como o japonês Kiyoshi Kurosawa (“Creepy”), o espanhol Albert Serra (“A Morte de Luís XIV”) e o francês Alain Guiraudie (“Na Vertical”). Uma mudança que salta aos olhos é a escolha do polonês Walerian Borowczyk na seção de retrospectivas.

“A novidade é um cineasta já falecido (em 2006). De uns anos para cá, privilegiamos realizadores vivos, mais contemporâneos e que estavam em evidência nos festivais, como o (tailandês) Apichatpong Weerasethakul e a (japonesa) Naomi Kawase. Mas começamos a nos perguntar ‘por que não?’ ao nos deparar com um cineasta pouco visto no Brasil e de uma importância histórica muito grande”, observa Francesca .

“Na Vertical” – Sexta, às 21h15, no Humberto Mauro, e domingo, às 18h15, no Palladium
“Na Vertical” – Sexta, às 21h15, no Humberto Mauro, e domingo, às 18h15, no Palladium

Polêmico
Os filmes de Walerian (sete longas-metragens e seis curtas) foram restaurados recentemente, sob a coordenação do escritor e cineasta Daniel Bird, que confeccionou um box e o livro “Camera Obscura: The Walerian Borowczyk Collection”. Ele é responsável pela curadoria e virá para o Brasil, mas estará presente somente na extensão da Mostra Indie em São Paulo, de 15 a 21 de setembro.

“Walerian é um cineasta que até hoje provoca polêmica, em função dos temas que tratava. Começou desenhando, fazendo animação, depois foi para os filmes de arte e, por fim, entrou na área do erótico, questionando o próprio cinema pornográfico de uma maneira muito inteligente. Era um iconoclasta, atentando-se para a questão da mulher. Em seus filmes é muito comum a masturbação feminina, ainda um tema tabu”, destaca.

“A Morte de Luís XIV” – Sexta, às 18h, no Palladium, e sábado, às 17h, no Humberto Mauro
“A Morte de Luís XIV” – Sexta, às 18h, no Palladium, e sábado, às 17h, no Humberto Mauro

Os clássicos também estão mais presentes, com a exibição de “Estranhos no Paraíso”, de Jim Jarmusch, “O Homem que Caiu na Terra”, com David Bowie e direção de Nicolas Roeg, “Hiroshima Meu Amor”, de Alain Resnais, “Blow-up”, de Michelangelo Antonioni, que está comemorando 50 anos de lançamento. Esse revival é um reflexo da apresentação bem-sucedida de filmes antigos em grandes redes de cinema e cópias digitais.

A Zeta, distribuidora mineira que pertence aos organizadores da Indie, também vem apostando neste segmento. “Fizemos sete lançamentos em 2015. No início foi muito bem, mas depois acabamos sendo prejudicados pela falta de salas para esse tipo de filme”, registra Francesca. A coordenadora lamenta a falta de tela para produções de arte, assinalando que as poucas salas que exibem o cinema de autor têm que se abrir também aos blockbusters para sobreviverem. “Houve uma grande redução de público para esse cinema”.

Dificuldade que poderá impactar a próxima edição da Mostra Indie. Com dificuldades de obtenção de recursos, a mostra belo-horizontina poderá seguir o mesmo caminho de sua extensão paulista, que desde o ano passado passou a cobrar pelo ingresso.
 
 Mostra Indie BH – De 1º a 7 de setembro, no Cine Humberto Mauro (av. Afonso Pena, 1537) e no Cine Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420). Gratuito (ingressos nas bilheterias 30 minutos antes de cada sessão). Programação: indiefestival.com.br