Até o próximo domingo, o grupo de teatro de bonecos belo-horizontino Giramundo tem espaço garantido na Paulista, umas das avenidas mais importantes do país. Lá, a companhia participa da série “Ocupação” – projeto do Itaú Cultural que reúne em uma exposição bonecos, processos criativos e até apresentações especiais para o público.

Ali fica claro porque trata-se do mais comentado e celebrado grupo de teatro de bonecos do Brasil. A mostra apresenta mais de 40 anos de trabalho da companhia por meio dos principais personagens criados para os 34 espetáculos encenados, além de documentos, desenhos técnicos e imagens.

Em forma de meia-lua, o espaço expositivo apresenta ao público, logo na entrada, seus primeiros bonecos (criados nos anos 1970), malas, baús, cartazes, croquis de palco. Pés, mãos, cabeças e protótipos de mecanismos são expostos para ilustrar o ateliê. A mostra apresenta ainda o processo criativo e construtivo das marionetes em um grande painel de madeira com textos de Marcos Malafaia e desenhos de Beatriz Apocalypse – atuais diretores do grupo ao lado de Ulisses Tavares.

Mas a mostra vai além da exposição de objetos. Para revelar um caráter mais dinâmico e afetivo, duas vezes por semana um bonequeiro profissional do grupo trabalhou na construção de um boneco, passo a passo, na presença do público.


Esquetes

Para quem estiver em São Paulo, fica mais uma dica: além da exposição, é possível conferir um pouco do talento cênico do grupo. Sábado e domingo, entre 11h e 14h, um palco móvel exibirá o “Caleidoscópio”, uma série de esquetes das peças de maior sucesso do grupo.

Outra faceta que o público também é convidado a conhecer é o “Giramundo Digital” e a sua promessa de reinventar a roda até 2020: hoje a companhia também se dedica a desenvolver sua própria linguagem para as animações digitais.

Responsável por espetáculos como “A Bela Adormecida” (1971), “Cobra Norato” (1979), “Pedro e o Lobo” (1993) e “Alice no País das Maravilhas” (2013), o Giramundo foi criado em 1971 por Álvaro Apocalypse, Terezinha Veloso e Maria Antonieta Vivacqua. Atualmente é um dos mais importantes e vanguardistas grupos de teatro de boneco do país.

A exposição fica em cartaz até domingo no Itaú Cultural (av. Paulista, 149). De terça a sexta, das 9h às 20h. Sábado e domingo, das 11h às 20h. Gratuito.