Um dos maiores jogadores de todos os tempos e um dos reis da polêmica no futebol, Diego Armando Maradona completa 54 anos nesta quinta-feira (30). Para marcar a data, o perfil oficial da Fifa no Twitter fez questão de saudar El Pibe de Oro, relembrando a conquista da Copa do Mundo de 1986.

Em meio a controvérsias pelo consumo de cocaína, relações conturbadas com o ex-mandatário cubano Fidel Castro, El Diez foi sem dúvida um gênio e um daqueles jogadores que valiam o ingresso por si só. Formado nas categorias de base do Argentino Juniors (tradicional cantera argentina que revelou outros craques como Sorín e Riquelme), Maradona rapidamente se transferiu para o todo poderoso Boca Juniors antes de se aventurar na Europa. No velho continente, passou por Barcelona antes de brilhar ao lado de Careca no Napoli. Ele ainda teve uma passagem apagada pelo Sevilla antes de retornar à Argentina parta vestir a camisa do Newell's Old Boys e finalmente fechar a carreira no Boca.

Como jogador, conquistou uma Copa do rei, uma Supercopa e uma Copa da Liga Espanhola; dois campeonatos italianos, uma Copa da Uefa, uma Copa da Itália e uma Supercopa, além de um Campeonato Argentino. Pela seleção, ergueu a taça na Copa de 1986 após um jogo memorável contra  Inglaterra na decisão, na qual fez um gol antológico, partindo de seu campo, e o famoso gol de mão, conhecido como La mano de Dios.

Maradona ainda dirigiu a seleção argentina na Copa de 2010. ele passou também por Racing e Al Wasl, mas nunca conseguiu repetir à beira do gramado o mesmo sucesso dentro das quatro linhas.

Veja as duas jogadas abaixo