Princesas, super-heróis e personagens fantásticos tomaram conta da Praça Diogo de Vasconcelos, na tarde deste domingo (23), na Savassi, zona Sul de Belo Horizonte. As crianças desfilaram no bloco de rua infantil Padecendo na Folia, do grupo de mães Padecendo no Paraíso, ao som de marchinhas típicas.
 
A festa foi diversão garantida para famílias inteiras, que só pausavam a farra para trocar fraldas. Giovana, de 4 meses, curtiu o primeiro Carnaval da vida vestida de Branca de Neve e, mesmo no carrinho, adorou a festa. As irmãs Aurora, de 5 anos, e Rebeca, de 3, desfilaram vestidas de bruxinha Monster High e Branca de Neve. A mãe, a gestora de tecnologia da informação Márcia Sarazotti, de 43 anos, aprovou a passagem do bloco. “É uma boa oportunidade para elas se sentirem parte do Carnaval, em ambiente próprio”.
 
A presidente do Padecendo no Paraíso, Isabel Soares, destacou a carência da capital mineira em relação a eventos culturais e festivos para as crianças. Ela programa repetir a dose do bloco no ano que vem.
 
“Me Beija”
 
Já para os mais crescidos, o bloco Me Beija que Sou Pagodeiro garantiu a paquera no bairro Gutierrez, também na zona Sul, ao som de clássicos do pagode como “Dança do Pimpolho”.
 
Me beija que sou pagodeiro
 
 
O trio de amigos liderado pelo empresário Cláudio Costa, de 44 anos, aguardou o clima esquentar para ir “à caça”. Já o protético Wagner Guimarães, de 32, que usava uma peruca crespa rosa, ainda não tinha conquistado ninguém, mas não perdia as esperanças. “Quem sabe elas vêm atrás de mim?”, suspirou.
 
A Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) recolheu dez toneladas de lixo no trajeto dos blocos, entre sexta-feira (21) e a manhã deste domingo.