Nesta terça-feira (21), o projeto 'Tales of Care & Repair' (traduzido como 'Conserta & Conta') chega ao Brasil. Depois de ser lançado na Índia, ele se propõe, em formato digital, reunir convidados que trazem distintas experiências para apresentar um panorama nacional com objetivo de reimaginar a ideia de “conserto” de forma coletiva e diversa, mirando a regeneração socioeconômica e ambiental.

O seminário “Reparos, reparações e realidades brasileiras" reunirá, a partir das 10h, via Zoom, a ex-ministra do Meio Ambiente Izabella Teixeira, o professor Ricardo Abramovay, o cientista social Pedro Belascoo, o ativista quilombola Nêgo Bispo e a artista Cinthia Mendonça para, junto ao público, refletir sobre uma compreensão expandida a respeito das práticas de reparos no Brasil. A mediação será do coordenador do projeto Gambiologia, Fred Paulino.

Tales of Care & Repair é uma ação que conta com a tríplice colaboração entre Índia, Brasil e Reino Unido a partir da reunião de  artistas, designers, acadêmicos e ONGs ambientais para criação de um site que disponibilizará um repositório audiovisual de mil exemplos de reparos documentados nos três países. 

Essa galeria pretende apresentar não somente os aspectos estéticos e funcionais evidentes na manutenção de objetos do cotidiano, mas também focar nos contextos sociais e ambientais por trás dos mesmos, como: as habilidades aplicadas na realização dos reparos, as histórias relacionadas, o contexto socioeconômico em que são realizados e o aproveitamento de recursos envolvido.

Ao destacar histórias de consertos, um conjunto complexo de dinâmicas é revelado, como por exemplo as questões relacionadas à obsolescência programada, à eficiência de recursos, aos ciclos econômicos e aos efeitos da poluição e do acúmulo de resíduos no planeta. Essas histórias também chamam a atenção para o que priorizamos consertar. Elas apontam para o valor que damos aos nossos bens e para as diferenças culturais e geográficas relacionadas aos consertos, tudo isso vinculado aos fluxos globais de gestão de resíduos. 

O projeto foi aprovado em edital do British Council na Inglaterra, que selecionou 20 iniciativas na área criativa em todo o mundo (dentre aproximadamente 500 submetidas), e que serão apresentadas durante o evento COP26 (Conferência do Clima das Nações Unidas), a ser realizado em novembro de 2021 em Glasgow, na Escócia. Além do site e de um seminário em cada país, o projeto vai realizar 12 oficinas e um encontro internacional com duração de dois dias.

Leia Mais:
Minas será sede de concurso internacional de queijos
Circuito Municipal de Cultura integra programação virtual da Primavera dos Museus