Sem qualquer aviso prévio, ciganas estão entrando em restaurantes dos bairros Prado, São José e Centro para mostrar aos clientes que, além da indiscutível qualidade da gastronomia mineira, há outra possibilidade degustativa bem atraente no Estado: a cultura.

O projeto “Degusta Cultura”, capitaneado pelo grupo Confesso, busca, por meio de intervenções, espetáculos teatrais e oficinas gastronômicas, alertar para um paladar que deve ir além do que está no prato de todo dia. “A nossa intenção é mobilizar o cidadão a degustar formas de entretenimento”, avisa o mentor Guilherme Colina.

O “Degusta Cultura” apoia a ideia de Belo Horizonte como cidade gastronômica, título que ela busca obter junto a Unesco, mas defende que ela pode aliar a outras vertentes, como a cultura. “Neste quesito, não ficamos atrás de nenhuma cidade no Brasil”, assinala Colina.

A programação promoverá a combinação destes dois quitutes. Além das intervenções em restaurantes, que Colina define como “corpo a corpo”, haverá oficina gastronômica com Carlos Normando, conceituado chef de cozinha de BH, sarau de poesias com cardápio musical e apresentação de dança com Letícia Soares.

No sábado, no Centro de Referência da Juventude, acontecerá um jantar secreto (para convidados), com a participação do grupo Sem Receita. “Durante todos esses dias, vamos fomentar culturalmente com um pouquinho de cada coisa, de circo à dança, sempre atrelando à gastronomia”.

 Programação 
 Amanhã, dia da abertura oficial do “Degusta Cultura”, o palco principal será o bar Puleiro, no Prado. A partir das 19h30, haverá sessões teatrais de “As Ciganas” e “O Urso”, ambos do Confesso, além de intervenções ciganas com Jéssica Godinho e Lucas Urso.

Na sexta, o endereço muda para o restaurante Único, na Pampulha. No roteiro, apresentação de “As Ciganas” e da companhia de dança de Letícia Soares. O público receberá ainda um cardápio com canções para acompanhar o músico Lucas Canorintte.

Esta é a segunda edição do “Degusta Cultura”, que tem o apoio da Belotur. Uma terceira já está prevista para início de julho, quando Colina pretende aprofundar nos bastidores da cultura mineira. Aliás, conscientização é com ele. “A mobilização é algo que está arraigado em mim, com trabalhos que sempre promoveram a saúde e o bem-estar”, sublinha. 

SERVIÇO 
“Degusta Cultura” – De amanhã até sábado. Programação na página facebook.com/
grupoconfesso