Quatro homens foram presos em Contagem, na Grande BH, suspeitos de matar o empresário, dono de uma pizzaria, Cláudio Renato Pereira no dia 31 de maio. A quadrilha é acusada do crime de latrocínio, roubo seguido de morte e associação criminosa. Um dos suspeitos era funcionário da pizzaria.

A vítima teria sido abordada pelo grupo no momento em que entrava na garagem de uma residência. De acordo com as investigações, Wanderson Ely Lopes, 21, o funcionário, teria passado todas as informações sobre a rotina de Cláudio para o seu primo, Fábio Antônio Rosa da Silva, de 24. Fábio teria convidado Weslley Nascimento Froes, 19 e Ernesto Liberato de Souza, 28, a participarem do crime.

No dia do crime, os três acompanharam à distância a vítima, que saía da pizzaria, até a casa dela, a cerca de 500 metros do estabelecimento comercial. Fábio e Wesley abordaram a vítima enquanto Ernesto dava cobertura à dupla em seu veículo. No momento em que os dois ameaçavam Cláudio, este segurou a mão de Fábio Antônio, que disparou dois tiros contra a vítima. Cláudio chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.