O rapper americano Chris Brown deixou a prisão do condado de Los Angeles, nesta segunda-feira, depois de cumprir 108 dias de detenção. Assim que recuperou a liberdade, ele anunciou para os fãs, em sua conta no Twitter, que está "de volta".

Condenado recentemente a um ano de prisão por ter violado o regime de liberdade condicional, o músico foi solto dois minutos depois da meia-noite, de acordo com os documentos oficiais da instituição penal.

Brown estava em liberdade condicional desde a agressão cometida em 2009 contra sua então namorada, a cantora Rihanna. "De volta para a música e os fãs. Graças a Deus", tuitou, pouco depois de ser solto.

De acordo com o site especializado em celebridades TMZ, o músico recebeu o benefício de redução da pena pelos 116 dias passados em uma clínica de reabilitação e por bom comportamento. Chris Brown continuará a acertar suas contas com a Justiça.

Contra ele ainda pesa um processo por outro caso de violência, no qual pode ser condenado a seis meses de prisão e a pagar uma multa de US$ 1.000. Nesse caso, Brown e seu segurança são acusados de terem agredido um fã, em 27 de outubro de 2013, em um hotel de luxo, em Washington, DC.

O astro é esperado em 25 de junho em um tribunal da capital americana.