O rapper Criolo traz a turnê “Boca de Lobo” a Belo Horizonte em show neste sábado (9), no KM de Vantagens Hall. No palco, trabalhos anteriores, desde canções de “Ainda Há Tempo”, primeiro álbum do artista, gravado em 2006 e relançado dez anos depois, até o álbum “Nó na Orelha”, que rendeu a ele diversos prêmios em 2011 com sucessos como “Bogotá”, “Não Existe Amor em SP” e “Subirusdoistiozin”.

“O maestro Daniel Ganjaman desenhou um show muito forte e muito especial, que passeia por todos os álbuns e músicas que também não foram gravadas”, ressalta o paulistano, que mais uma vez fará um retrato da maior cidade do Brasil em suas letras repletas de críticas sociais. 

“Minhas músicas retratam meus sentimentos sobre como o Brasil tem essa pluralidade musical e cultural maravilhosa. Nosso povo é de uma beleza extrema e única, mas também retrata o quanto somos maltratados, o quanto nosso povo é reprimido e quanto esse descaso com as questões humanas tem afetado ainda mais um país que já sofre com um apartheid horrendo”. 

Criolo apresentará também sua aventura pelo estilo musical eletrônico na canção “Etérea” que, assim como “Boca de Lobo”, foi divulgada em diversas plataformas, com videoclipe, making of e depoimentos para denunciar a violência contra a população LGBTQIA+. “É uma canção feita com respeito, carinho e amor sobre uma comunidade que vem sendo perseguida e aniquilada no Brasil, país que mais mata LGBTQIA+ no mundo, e falo da importância de toda a sociedade se envolver, falar, questionar, procurar saber o que anda acontecendo para ter uma mudança de mentalidade. Esses assassinatos não podem mais acontecer”. 

Público em Minas

Criolo comemora a oportunidade de se apresentar perante jovens engajados. “Em BH e em Minas há uma juventude ativa, pensante, preocupada com o futuro, que sabe o que quer e luta por seus direitos”.

“Consigo fazer esse paralelo com a juventude de São Paulo, jovens que se mobilizam e se reúnem para construir algo positivo, um oásis em meio a tanta ignorância que só tem fomentado ódio, que tem se materializado em tanta violência”, analisa, ao enaltecer alguns nomes da cena musical mineira, como Djonga, MC Xuxu, de Juiz de Fora, e o Grupo Fenda, que abre a apresentação de amanhã. “É composto por várias MCs de grande talento de BH. Essas meninas estão preparando um show maravilhoso”, garante.

Show no Km de Vantagens Hall (avenida Senhora do Carmo, 230 – Ingressos a partir de R$ 40