O rapper americano Danny Brown foi vítima de uma agressão sexual durante um show que apresentava em Minneapolis, no Estados Unidos.

Uma fã subiu no palco, abaixou as calças do cantor e começou a fazer sexo oral no famoso em frente às cerca de 700 pessoas que acompanhavam a apresentação.

Em entrevista ao site da revista "Vice", a parceira de turnê do rapper, a cantora Kitty Pride, afirmou que ele não teve culpa e que ficou sem reação com a ação da garota.

"Estou furiosa com uma pessoa que acha que tudo bem puxar a calça de outra pessoa durante um show na frente de 700 outras pessoas. Estou furiosa que uma pessoa achou que realmente era uma boa ideia realizar um ato sexual sem o consentimento da outra pessoa. Estou furiosa que fui para casa, disse que não respeitava a garota pelo ato e fui atacada por mulheres que disseram que eu estava com ciúme", disse. É claro que as pessoas não se importam porque foi uma garota branca que fez em um cara, e não o contrário", completou.

Até o momento, Danny Brown não se pronunciou oficialmente, mas replicou o post de Pride em sua página no Twitter.

A agressora já foi identificada e, segundo o jornal "Huffington Post", está frustrada porque não foi procurada por nenhum veículo de comunicação.