SÃO PAULO - Ronaldo Fraga é desses estilistas que deixam imprensa e fashionistas com a pulga atrás da orelha.

Acostumado a olhar proporções, materiais e inspirações ditados pela moda internacional, o mundinho se esforçou para entender o trabalho de construção baseado na cultura do semi-árido brasileiro que o designer mineiro mostrou em sua passarela de inverno 2014.

As saias de couro longas receberam tratamento especial, com desenhos que lembravam padrões de selaria, carne seca e escamas de peixe -ideias colhidas às margens do rio São Francisco, que Ronaldo tanto gosta de apresentar em sua passarela.

Os forros das roupas eram estampados com desenhos de xilogravura. Ele bem sabe, as referências às artes plásticas são tendência da estação.

A mulher de Fraga veste roupas amplas e adora tudo que remeta à estética "de raiz". Assim, o estilista pesa a mão no tricô rústico em maxi pulls que devem sair direto para a vitrine.