Samara Felippo relembrou sua trajetória pessoal e profissional em uma publicação no Instagram nesta quinta-feira, (6). Ela comentou sobre maternidade e disse que sua segunda filha, Lara, não foi planejada - a atriz usava DIU.

"Lembrei de quando eu tinha 19 e fiz minha primeira novela, de como me senti feliz por estar fazendo algo que eu tanto amava e ganhando meu primeiro salário. Por mais que alguns conceitos fossem retrógrados eu me sentia livre. Lembrei de quando eu tinha 20, quando decidi perder minha virgindade por escolha minha. Sempre tive medo. Medo de doer. Medo de engravidar. Mas eu só tinha medo, não sabia muita coisa sobre o assunto, porque não me explicaram", escreveu Samara no início do relato.

Ela conta que aos 30 anos decidiu engravidar, mas não sabe se "por vontade própria ou pela criação" que teve. Mas deixou claro: "amo minhas filhas incondicionalmente e sou grata por tê-las, sou uma leoa! (antes que venham os fiscais da maternidade alheia)".

Cinco anos depois, Samara engravidou novamente, sem planejar e, segundo ela, "no auge de um casamento falido". "Eu usava DIU. Lara é DIUnísia! Não quero assustar as mulheres de DIU, apenas fui imprudente", comenta.

A atriz, hoje com 40 anos, sente que amadureceu. "Lembrei por quantos relacionamentos abusivos eu passei, sem ter consciência do que era 'abusivo'. Lembrei que o que eu quero hoje afeta meu futuro e o futuro das minhas filhas", disse.

Samara é mãe de Alícia, de nove anos, e Lara, de cinco. Em suas redes sociais, a atriz fala de empoderamento de meninas, principalmente negras, e disse que se interessou pelo assunto para ajudar suas filhas.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Tarra aqui pensando... e lembrei de quando eu tinha 19 e fiz minha primeira novela, de como me senti feliz por estar fazendo algo que eu tanto amava e ganhando meu primeiro salário. Por mais que alguns conceitos fossem retrógrados eu me sentia livre. Lembrei de quando eu tinha 20 quando decidi perder minha virgindade por escolha minha. Sempre tive medo. Medo de doer. Medo de engravidar. Mas eu só tinha medo, não sabia muita coisa sobre o assunto, pq não me explicaram. Lembrei de quando tinha 25 no auge da fama onde era capa de revista e referencia de corpo e comportamento pra tantas meninas mas me sentia infeliz. Lembrei de quando tinha 30 que decidi ser mãe, nao sei se por vontade própria ou pela criação que tive, fundada no “o mais importante é você formar sua família”. Amo minhas filhas incondicionalmente e sou grata por te-las, sou uma leoa!!! (Antes que venha os fiscais da maternidade alheia) Lembrei de quando tinha 35, fui mae pela segunda vez, sem planejar, no auge de um casamento falido. Eu usava DIU. Lara é DIUnísia!! 😂 Nao quero assustar as mulheres de DIU, apenas fui imprudente. (Querem que eu explique?) Lembrei que tive a coragem de me separar nos mesmos 35 que engravidei pela segunda vez, com uma bebe recém nascida e uma pequenucha de 4 anos. Lembrei que tenho 40 e amadureci. Lembrei de quantos relacionamentos abusivos eu passei, sem ter consciência do que era “abusivo”. Lembrei que , o que eu quero hoje afeta meu futuro e o futuro das minhas filhas. Lembrei que queria postar essa foto, pq amo e lembrar que sou muito feliz e nunca tinha o que escrever nela. Obrigada aos envolvidos na minha história🤘🏼🌹 @carolinie_figueiredo Te dedico #aindacarregooprendedornudenopulso 🤦🏻‍♀️ #essacapinhaeujatroquei #empoderamentofeminino #mulheresquenascemcomosfilhos #ésobreamor ❤️

Uma publicação compartilhada por Samara Felippo (@sfelippo) em