Eles são do Rio Grande do Sul, se conheceram na Espanha (em Barcelona), moram na Itália (em Milão)... e, nos últimos tempos, andam circulando por aí, em vários países. A consequência de tantas misturas geográficas é um som de múltiplas e divertidas referências, que vão do baião pernambucano à música pop italiana. O quarteto em questão é o Selton, que atualmente está em turnê por dez cidades brasileiras e nesta sexta-feira (6) passa por Belo Horizonte, com apresentação no palco do CCCP.

A banda está divulgando o seu segundo álbum, “Saudade”, o primeiro a ser prensado no Brasil. O trabalho traz músicas autorais em português, italiano e inglês, além de uma versão contemporânea para o “Qui Nem Jiló”, clássico eternizado por Luiz Gonzaga, o Gonzagão.

“É muito difícil distinguir exatamente qual influência vem de onde, afinal, é uma banda de brasileiros, que começou tocando na Espanha e hoje em dia vive na Itália. Acabamos misturando muito tudo, inclusive as línguas”, afirma o guitarrista Ramiro Levy.

“Acho que, de brasileiro, temos muito presente essa sede por misturar tudo e criar algo novo. De italiano, talvez o que a gente mais tenha herdado seja a presença da língua nas músicas. O pessoal lá é muito ligado nas letras, por isso, cantar também em italiano acabou se tornando algo importante ‘pra’ gente. Acho que de Barcelona o que mais herdamos foi o clima festeiro e despojado”, explica o guitarrista.

Consistência

A mistura de línguas não havia sido experimentadas no primeiro álbum, “Banana à Milanesa”, de 2008. Por isso, Levy acredita que “Saudade” seja o álbum que melhor representa a sonoridade do Selton. “Foi a primeira vez que a gente gravou com uma ideia bem clara do que queríamos, com um conceito e uma proposta musical consistentes. Acredito que isso se reflita também na repercussão que o disco tem tido, não só na Itália mas também no Brasil”, diz o guitarrista, adiantando que um novo disco deve ser gravado este ano, após a sequência de shows no verão europeu.

A abertura do show de nesta sexta (6) será feita pelo músico mineiro Nobat, que realiza o lançamento oficial de seu clipe LSD”.

Selton no CCCP (rua Levindo Lopes, 358, Savassi). Nesta sexta (6), às 22h. Entrada: R$ 30