O premiado jornalista Mário Magalhães lança e debate “Sobre lutas e lágrimas: uma biografia de 2018” no Sempre um Papo desta segunda (16), na sala Juvenal Dias, do Palácio das Artes. A entrada é gratuita e o debate tem início às 19h30.

Na obra, o autor de "Marighella: o guerrilheiro que incendiou o mundo", apresenta um retrato do Brasil de 2018, escrito a quente. Os protagonistas são Marielle Franco, Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva, mas diversos assuntos que permearam o ano são abordados. 

Magalhães articula acontecimentos e personagens como a caçada irracional a macacos considerados transmissores da febre amarela, a intervenção militar no Rio de Janeiro, o assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, a prisão de Lula, a paralisação dos caminhoneiros, o Dr. Bumbum, a ascensão da censura, a tragédia do feminicídio, a queda de Neymar na Copa, o delírio Ursal, o espectro do nazifascismo, o incêndio no Museu Nacional, a violência no processo das eleições, a facada em Bolsonaro, a ilusão do “vira-voto”, o triunfo da extrema direita, o "ninguém solta a mão de ninguém".

Não ficam de fora as ligações perigosas do clã Bolsonaro e a pregação do movimento Escola Sem Partido.

Quem é Mário Magalhães
Mário Magalhães nasceu no Rio de Janeiro, em abril de 1964. Formou-se em jornalismo na Escola de Comunicação da UFRJ. Trabalhou nos jornais Tribuna da Imprensa, O Globo, O Estado de S. Paulo e Folha de S.Paulo, no qual foi repórter especial, colunista e ombudsman. Recebeu cerca de vinte prêmios e menções honrosas no Brasil e no exterior, entre os quais o Every Human Has Rights Media Awards, o Prêmio Vladimir Herzog, o Prêmio Dom Hélder Câmara e o Prêmio Esso de Jornalismo.