A animação de Boyd Owen é dupla. Além de se apresentar pela primeira vez no Brasil, a partir do próximo mês (o show em BH acontecerá no dia 20 de março, no Palácio das Artes), com o grupo australiano “The Ten Tenors”, o cantor se casou há poucas semanas em Xapuri, no Acre, e está em lua-de-mel com o país. 

“Há muito em comum entre Brasil e Austrália: belas paisagens, natureza exuberante e pessoas que gostam de se divertir. Por causa de meu companheiro Eduardo, que é do Acre, eu me sinto muito conectado com a Amazônia”, registra Owen, que é um dos mais antigos integrantes do grupo.

Outro aspecto em comum entre os dois países foi o fato de terem sido, recentemente, protagonistas do noticiário internacional devido às queimadas. “Esperamos que o amor possa se propagar pelas músicas de nosso show para aliviar essa dor”, diz o tenor, antecipando uma das linhas da apresentação.

Apesar da palavra “tenor” constar no nome do grupo criado há 25 anos, o repertório do TTT não se resume à música erudita. “Temos aspectos diferentes, voz e estilo, como o clássico e o pop, e isso gera uma mistura interessante”, salienta.

Sucessos

Não é à toa que o concerto leva o nome “Love is in the Air”, inspirado na canção homônima de John Paul Young e tema do filme musical “Vem Dançar Comigo” (1992). 

O repertório também conta com “A Thousand Years”, de Christina Perri, trilha sonora de “A Saga Crepúsculo: Amanhecer Parte 1” (2011).

Há ainda espaço para os clássicos “Somebody to Love”, do Queen, e “Unchained Melody”, do The Righteous Brothers, que ganhou versões de Elvis Presley e U2. Esta última também foi tema de filme, emoldurando as cenas românticas de “Ghost – Do Outro Lado da Vida” (1990).

The Ten Tenors hoje é formado por Cameron Barclay, Daniel Belle, Michael Edwards, Keane Fletcher, Nigel Huckle, Nathan Lay, Boyd Owen, JD Smith, Sam Ward e James Watkinson Formam. 

“Mais do que bons cantores, são boas pessoas. Somos como uma família, viajando muito o ano inteiro”.

Serviço
“The Ten Tenors” – Em 20 de março, às 21h, no Grande Teatro do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1537). Os ingressos variam de R$ 140 (R$ 70, a meia) a R$ 480 (R$ 240).