Tunai e Wagner Tiso se unem para homenagem a Elis Regina

Cinthya Oliveira - Hoje em Dia
08/11/2013 às 09:29.
Atualizado em 20/11/2021 às 14:01
 (Rodrigo Sabatinelli )

(Rodrigo Sabatinelli )

Tunai chegou a estudar para ser engenheiro. Mas deixou o canteiro de obras quando viu três de suas principais composições serem gravadas por Elis Regina (1945-1982). O impacto da Pimentinha em sua vida foi tão intenso, que a gratidão permanece forte, mesmo três décadas após a morte da estrela.

Essa gratidão foi a fonte de inspiração para o show "Saudade da Elis", que o artista de Ponte Nova traz neste sábado (9) ao Sesc Palladium, bem acompanhado por Wagner Tiso.

Os dois se dividem entre duos e solos, música e conversas sobre Elis Regina. No repertório, belas músicas de um variado leque de ótimos compositores, como "O Bêbado e o Equilibrista" (do irmão de Tunai, João Bosco, com Aldir Blanc), "Canção do Sal" (Milton Nascimento) e "Atrás da Porta" (Francis Hime e Chico Buarque).

As três músicas de Tunai, com Sérgio Natureza, gravadas por Elis – "As Aparências Enganam", "Agora Tá" e "Lembre-se" – obviamente também estão no show.

"Em 1977, eu fui à casa da Elis e mostrei 12 músicas para ela, que logo prometeu gravar duas. Saí de lá muito feliz e com a certeza de que no dia em que ela cantasse uma música minha eu largaria a engenharia para ser músico", lembra Tunai. "As Aparências Enganam" fecha o álbum "Essa Mulher", de 1979.

Sina de amor

A gratidão de Tunai não se deve apenas às gravações. Graças à Elis, ele teve contato com outros grandes nomes da MPB, como Milton Nascimento e, consequentemente, a turma do Clube da Esquina. "Conheci Milton Nascimento no estúdio, quando fui ver a Elis gravar a minha música. Na hora já propus a ele fazermos umas parcerias".

O repertório do show de amanhã não se concentra apenas em sucessos eternizados por Elis. Tunai convidou Marina Machado para interpretar a música "Sina de Amor", que o artista escreveu para Elis no início dos anos 80, mas que não foi ouvida pela homenageada. A canção foi registrada por Tunai em 1994, mas não da maneira com que imaginou: um diálogo entre Elis e Milton.

"Saudade da Elis" teve início em junho de 2012 e já foi apresentado 13 vezes. E mesmo com a agenda apertadíssima de Tiso (hoje maestro de Maria Bethânia), deve viajar por várias cidades.


Serviço

Tunai e Wagner Tiso no Teatro Bradesco (rua da Bahia, 2244), neste sábado (9), às 21 horas. Entradas a R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia).

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por