O Dia Internacional da Mulher é celebrado em 8 de março, data em que milhões de mulheres são homenageadas ao redor do mundo por suas conquistas sociais, políticas e econômicas. Para comemorar a data, canais de televisão prepararam programações especiais focadas na força e no empoderamento feminino, em que mulheres se destacam como protagonistas em busca de respeito e igualdade.

Confira o que será exibido em cada canal:

Off

Nesta sexta-feira, (8), o Canal OFF exibe uma programação de 12 horas com mulheres superando limites em seus esportes. Dentro do especial, às 20h tem a exibição inédita do documentário Chicks on Board, que conta a história de cinco mulheres completamente diferentes que vivem em lugares distintos e lutam como guerreiras pelos seus sonhos. Em seguida, às 22h, estreiam dois episódios da série original Contos da Mulher Aventureira, que traz histórias inspiradoras de dez brasileiras que representam o arquétipo da mulher aventureira e que possuem em comum o amor pelos esportes e a determinação de superarem seus medos e seguirem seus sonhos.

Lifetime

Em formato de cápsulas com cinco minutos de duração, a série O Álbum das Mulheres Incríveis estreou no Lifetime no dia 4 de março. Em 16 episódios, a produção apresenta mulheres que marcaram a história ou que estão deixando um legado importante no mundo.

Personagens como Amelia Earhart, Cleópatra, Malala Yousafzai, Frida Khalo, Maya Angelou, J.K. Rowling, Beyoncé e a jogadora Marta, entre outras, são apresentadas de forma teatral e divertida, com informações sobre suas vidas antes e depois da fama. O objetivo da série é inspirar mulheres reais, por meio das histórias de figuras femininas poderosas de todas as épocas e de diferentes áreas de atuação, como arte, ciência, política.

Multishow

No Dia Internacional da Mulher, o TVZ fará um especial totalmente dedicado às mulheres que, por meio da música, quebram barreiras e ultrapassam preconceitos. A exibição ocorre a partir das 19h desta sexta-feira e contará com clipes de artistas como Iza, Karol Conká, Beyoncé e Preta Gil.

GNT

Em comemoração ao mês da mulher, o GNT estreou a série documental #OFuturoÉFeminino, em que as jornalistas Claudia Alves, Fernanda Prestes e Bárbara Bárcia fazem um registro histórico das lutas feministas em diferentes lugares do mundo. Elas entrevistam, ao longo de cinco episódios, mulheres ativistas na Islândia, no Paquistão e no Brasil para investigar o lugar ocupado por elas nessas sociedades. Os países foram escolhidos com base no ranking de igualdade de gênero divulgado pelo Fórum Econômico Mundial.

O feminismo é chave principal do processo de luta pela igualdade de gênero e tema central da série. As jornalistas investigam como é ser mulher no mundo e a importância de se falar sobre feminicídio, casamento infantil, diferença salarial, abuso sexual, entre outros assuntos urgentes.

Globo

A partir do dia 8 de março, a Globo exibe, nos intervalos da programação, a campanha feita em parceria com a ONU Mulheres e o Fundo Elas, parte da plataforma Tudo Começa pelo Respeito. O filme tem o objetivo de ampliar a discussão sobre os direitos das mulheres e a luta por um país que não apenas tolere, mas entenda as diferenças.

Em conteúdo gerado pela plataforma REP - Repercutindo Histórias, criada para compartilhar histórias inspiradoras e dar visibilidade a assuntos de interesse social, mulheres ativistas dão depoimentos mobilizadores. Entre os nomes que contam suas histórias em vídeos que serão publicados, nesta sexta-feira, nas redes sociais da Globo, estão Barbara Penna, sobrevivente de uma tentativa de homicídio, a filósofa Djamila Ribeiro e a jornalista Débora Thomé, fundadora do bloco de carnaval Mulheres Rodadas. Elas falam sobre violência doméstica, desigualdade em políticas públicas e liberdade da mulher.

A temática também embala o Altas Horas deste sábado, (9). Serginho Groisman recebe convidadas de diferentes perfis, conscientes da importância da voz feminina na sociedade: a atriz Camila Pitanga, a nadadora Joanna Maranhão e as cantoras Maria Rita, Valesca Popozuda e Maiara & Maraisa.

Uma reunião de talentos femininos deu origem à nova série do Fantástico, que estreia no domingo, 10. Mulheres Fantásticas mistura linguagem documental e animação para contar a história de mulheres que "ousaram" entrar em territórios considerados masculinos, conquistaram seu espaço e mudaram a história, abrindo um novo caminho para as novas gerações.

Escrita, roteirizada, ilustrada, animada, produzida e editada por um time feminino, a série de seis capítulos terá como narradoras Fernanda Gentil, Tais Araújo, Iza, Fernanda Torres, Vera Holtz e Glória Pires. Na sequência, uma matéria jornalística faz a conexão entre a personagem apresentada e a atualidade. Na estreia, Tais Araújo narra a história da paquistanesa Malala Yousafzai, mais jovem vencedora do Prêmio Nobel da Paz e ativista defensora da educação de mulheres e meninas.

Leia mais: