Ana Elisa Ribeiro é uma máquina de produzir livros. O título de seu mais recente trabalho expressa bem esse comichão da escritora mineira: “Doida para Escrever”, que está sendo lançado pela editora Moinhos, marca o retorno ao gênero crônica, com a reunião de textos publicados no site “Digestivo Cultural”.

“A graça da crônica é o jeito de contar. Pode ser a coisa mais banal, mas você pode torná-la engraçada”, registra Ana Elisa. E leveza é a tônica do texto da autora, fã de Millôr Fernandes, Luís Fernando Veríssimo e Cláudia Tajes, “cronista do Sul que tem esse senso de humor; não foi à toa que a convidei para escrever a orelha”.

Ana elisa

Ana Elisa trata da própria escrita e de seus processos e dificuldades, memórias de infância, episódios da vida cotidiana, além de amor, saudade e família

A última aventura de Ana Elisa no gênero foi em 2013. De lá para cá, ela enveredou pela poesia e por obras que refletem sobre a escrita e a edição de livros. Esses temas, por sinal, tomam grande parte dos textos. “É algo muito próximo a mim, fazendo parte do meu dia a dia”, afirma a autora, que também é professora de linguística no Cefet.

Ela sabe que a crônica “é mais apagadinha”, devido ao fato de ter como espaço, geralmente, os jornais e as revista, mas considera se tratar de um ótimo exercício de escrita. “Alguns autores só fazem crônica para ganhar dinheiro, mas não acho que é um trabalho menor. Levo muito a sério, apesar de não ganhar dinheiro nenhum”, diverte-se.

Os textos foram recolhidos da revista eletrônica paulista “Digestivo Cultural”, onde a autora escreve há 18 anos

“Doida para Escrever” reúne 37 crônicas agrupadas em quatro partes: “Doida por palavras”, “Memória & Tempo”, “Educações” e “Amor & Outros Quiprocós”. “Busquei os textos mais atemporais, que não dependem tanto do contexto, em que as pessoas precisam lembrar o que aconteceu na época”, explica.

Em breve, a escritora deverá lançar um novo livro de poesias, gênero que tem mais frequentado nos últimos anos. A menina dos olhos é uma coleção de poetas contemporâneas, em que atuará como curadora. (PHS).

Leia mais:
Livro investiga as razões de filmes, canções e séries marcarem nossas vidas
Live de Carnaval, Festa Portuguesa e show da Orquestra Sinfônica são atrações do 'finde' em BH
Filarmônica de Minas Gerais recebe o pianista Aleyson Scopel nesta sexta