O astro da série “Velozes e Furiosos”, Vin Diesel, está de volta às telonas. Os rachas, porém, foram trocados pela magia de “O Último Caçador de Bruxas”.

Certamente, a data de estreia do longa-metragem não foi escolhida aleatoriamente. Tema clássico nos cinemas, o filme traz o universo obscuro e sobrenatural das bruxas e chega ao país, nesta quinta-feira (29) – dois dias antes do “Halloween”, celebrado em 31 de outubro.

Apesar do ambiente sombrio, a trama não chega a fazer medo. A narrativa se envereda mais pelo lado da ação, a qual Vin Diesel já está bastante acostumado e que o deixa confortável na pele do eterno caçador Kaulder.
 
RAINHA DAS BRUXAS
 
Logo no começo, ele surge com uma longa barba e trajes antigos do século 13 – idade a qual se chega após um cálculo –, e, juntamente com os seus amigos, trava uma luta com a Rainha das bruxas. O confronto termina com a vitória de Kaulder.

O protagonista, todavia, sai também amaldiçoado com a imortalidade, o que justifica o subtítulo do longa “Viva para Sempre. Cace para Sempre”. Oitocentos anos depois, o caçador volta à cena servindo a uma sociedade religiosa na incessante busca de destruir as bruxas, que vivem, sem ser notadas, em meio aos humanos.

Aparentando ser uma fortaleza, Kaulder, parece apenas seguir os seus instintos e já não espera mais nada da vida. Uma reviravolta, no entanto, acontece com a entrada da jovem bruxa Chloe (Rose Leslie), que poderá alterar não só o destino de homens e bruxos, como também os anseios do guerreiro.
 
CINE ESPECIAL
 
Se Vin Diesel não te apavorar o bastante no Halloween, outra dica é acompanhar a programação do canal pago Studio Universal. A partir de amanhã, uma série de filmes promete arrancar gritos dos cinéfilos. Entre eles, estão “Gritos Mortais”, “A última Casa”, “Horror em Amityville”, “Assassinato no 13º Andar” e “Tome Cuidado”.
 
BH terá festas de Halloween para adultos e crianças

Apesar de o Halloween não ter se tornado uma tradição entre nós, brasileiros – inclusive por suscitar críticas entre os que defendem a não importação de costumes dos países anglo–saxões– não faltarão festas em BH. “A ideia é investir na fantasia e trazer o clima alegre da festa”, aponta o produtor da Camarim, Felipe Tiradentes, que firmou parceria com a festa fundada pela #Secreto. A noite começa às 22h, no Land Spirit (BR 356, km 7,5, n 7575, Olhos D’Água), no próximo sábado.
 
Bebidas premium como uísque, saquê e cerveja estarão à disposição do público e o som ficará a cargo dos Djs Boghosian e Jaka e da banda Classic. Mas, como ressalta o empresário Leo Ziller, da #Secreto, os trajes típicos da manifestação cultural será a grande atração da celebração. “Teremos um salão de maquiagem e a decoração será exclusiva. Esta será a maior festa a fantasia de BH e o maior Halloween da cidade. Esperamos um público de 1.500 pessoas”, aposta Ziller ao mencionar que haverá premiação para as melhores fantasias.

Para a criançada
 
Doces ou travessuras? Se depender da equipe do Museu dos Brinquedos, o 31 de outubro será de pura traquinagem. Na programação, oficina de Camarim Assombrado, Pátio de Brincadeiras, Cineminha com historinhas assombradas, entre outras atividades. “A proposta é despertar o brincar. Apesar de o Halloween ser tipicamente americano, a essência da brincadeira é igual. Além disso, é uma temática importante, pois está ligada ao sombrio, ao desconhecido, e as crianças precisam vivenciar isto, para o processo de crescimento”, afirma a coordenadora de Projetos do Museu, Tatiana de Azevedo Camargo.

E o Saci Pererê?
 
Estabelecido em oposição ao Halloween, o Dia do Saci também é comemorado em 31 de outubro. A ideia central é promover o folclore brasileiro, em vez de cultuar a tradição festiva enraizada nos EUA.

Em vários cantos do Brasil, neste mês, a Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal (APCEF) promoveu atividades para celebrar a lenda do Saci Pererê caracterizado por um gorro vermelho, de uma perna só, e com cachimbo na boca. Em BH, a festa aconteceu ontem. “O Saci é atrapalhado, perigoso, mas é quem protege as matas e espanta o caçador”, aponta a técnica-cultural da APCEF-MG, Mislaine Nieiro.
 
Para ela, o dia do Halloween tem que acontecer como uma arte boa, no sentido de peripécia, como o Saci faz. “Não que seja ruim o Halloween, pois somos cada vez mais globalizados e esta influência da cultura norte-americana é irredutível. Além disso, toda a cultura é bem vinda”, finaliza.

 

Onde ir
O Dia das Bruxas será celebrado em diferentes espaços da capital. Confira algumas boas opções:
 
 
Camarim #Secreto Halloween
Onde: Land Spirit (BR-356, KM 7,5, Olhos D'Água)
Quando: sábado (31), às 22h
Ingresso: semhora.com.br/evento/camarimsecretohalloween2015
Obs.: fantasia obrigatória
Informações: 99999-2266
 
 
Histórias Assombradas
Onde: Museu dos Brinquedos (av. Afonso Pena, 2564, Funcionários)
Quando: sábado (31), a partir das 11h
Ingresso: R$ 20 e R$ 10 (meia)
Informações: 3261-3992
 
 
Shout Halloween
Onde: Clube Chalezinho (av. Mário Werneck, 530, Buritis)
Quando: sexta-feira (30), às 22h
Ingresso: clubechalezinho.com
Obs.: traje preto obrigatório
Informações: (31) 3286-3155
 
 
Halloween Supra Sumo
Onde: Utópica Marcenaria (av. Raja Gabáglia, 4700, Santa Lúcia)
Quando: sexta-feira (30), às 21h
Ingresso: sympla.com.br/suprasumo
Informações: suprasumo.net
 
Hallowoods
Onde: Wood’s (Alameda da Serra, 154 – Nova Lima)
Quando: sábado (31), às 22h
Reserva: 3567-9589 ou 99509-5519 (WhatsApp)
Informações: woodsbar.com.br/belohorizonte
 
 
 
Para ler
Que tal começar o 31 de outubro lendo histórias aterrorizantes? Separamos algumas dicas:
 
 
A Mulher de Preto 2: Anjo da Morte
Autor: Martyn Waites
Páginas: 304
Ano: 2015
Editora: Record
 
 
Todas as Mulheres São Bruxas
Autor: Isabel Fomm de Vasconcellos
Páginas: 336
Ano: 2011
Editora: Pro-Libera
 
 
The Walking Dead: A Queda do Governador - Parte 1
Autor: Robert Kirkman e Jay Bonansinga
Páginas: 266
Ano: 2014
Editora: Galera
 
 
O Exorcista
Autor: William Peter Blatty
Páginas: 336
Ano: 2013
Editora: Nova Fronteira