Um dos mais populares youtubers do país, com cerca de 38 milhões de seguidores, Felipe Neto participa nesta segunda-feira (18) do programa "Roda Viva", transmitido pela TV Cultura (canal público de São Paulo) e reproduzido pela Rede Minas, a partir das 22h.

No centro de uma bancada circular de jornalistas, Neto deverá ser questionado sobre a opinião que manifestou recentemente, em seu canal, em que afirmou que os youtubbers devem ser manifestar publicamente sobre política.

Na semana passada, ele publicou uma vídeo-carta aberta em que critica artistas e colegas das redes sociais por não se posicionarem por medo de perder seguidores, chamando-os de "cambada de covardes". Também observou que "influenciador que não se manifesta é cúmplice" e "quem se cala diante do fascismo é fascista".

Neto é um crítico feroz do governo federal (em seu status no twitter está escrito "Orgulhosamente odiado pelos amantes de Biroliro") e suas opiniões têm provocado muita polêmica.

Entre os artistas, o vídeo-carta aberta foi apoiado por Bruno Gagliasso, Marcelo Adnet e Gaby Amarantos. O jornalista Glenn Greenwald, do site de notícias "The Intercept", também retuitou.

Já o youtuber Gabriel Dantas, o Polado, não gostou nada do recado e retrucou Neto em seu canal, falando que o colega "está pagando de salvador da pátria".