O Projeto de Lei que concede autonomia administrativa e financeira para Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) foi aprovado, em 1º turno, na Câmara de BH, nesta terça-feira (3). Pela proposta, as unidades terão diretorias próprias e passam a ser chamadas de Escolas Municipais de Educação Infantil (Emeis). 

O texto propõe ainda a criação de cargos comissionados de diretor e vice-diretor de Emei, coordenador pedagógico geral, secretário escolar, além dos cargos públicos de bibliotecário e assistente administrativo educacional.

Atualmente as Umeis são administradas por escolas municipais de ensino fundamental, as chamadas escola-sede. 

Agora o projeto volta para as comissões para ser analisado e segue para votação em 2º turno, ainda sem prazo definido.