Campos do Jordão: no verão, esportes se somam ao charme local

Paulo Leonardo - Hoje em Dia
18/01/2015 às 14:33.
Atualizado em 18/11/2021 às 05:42
 (Cristiano Tomaz)

(Cristiano Tomaz)

Campos do Jordão é comumente associada ao turismo de inverno. Pudera: a cidade se notabilizou não somente pelo frio intenso, de maio a agosto, mas por ter toda uma infraestrutura especialmente montada para receber um grande contingente de turistas. Tudo com muito charme e sofisticação.   A maior parte desses turistas se aglomera em uma região específica: o bairro de Capivari, que, a bem dizer, é a região realmente turística de Campos do Jordão.   Aquelas imagens de Campos do Jordão com edifícios e casas em estilo alpino são mais encontradas no Capivari e também em alguns bairros mais afastados, quase sempre no alto das montanhas que cercam o município. Lá estão alguns dos principais e mais caros hotéis também.   A cidade de Campos do Jordão, em si, não tem muita coisa bonita, não. A paisagem e a sofisticação mudam quando chegamos ao Capivari.   Ali, no chamado “Centrinho”, você vai se sentir como se estivesse passeando pelo interior da Europa, em uma pequena cidade alemã ou austríaca, com seus cafés oferecendo chocolate quente e vinho, com seus restaurantes e lojas sofisticados, gente bonita e muito “bate-perna” para ver e ser visto.   Ecoturismo   Campos também é uma terra de ecoturismo e de aventuras ao ar livre. E entre as atividades mais procuradas estão o arvorismo e o cachoeirismo – este último é a mais nova onda entre os turistas mais aventureiros. E como estamos no verão, vale a pena arriscar. O arvorismo (ou arborismo, como também é aceito) consiste em caminhar no alto das árvores, entre as copas, por meio de escadas de cordas, tirolesas, pontes suspensas, rapéis, falsas baianas, em percursos que podem durar apenas alguns minutos (em média, 40 minutos) a até horas, dependendo do circuito escolhido.   O verão é mais ameno nas montanhas   Enquanto é alta temporada no litoral, os destinos de montanha vivem um período de baixa. Isso significa preços mais baixos (eles disparam nos meses de frio e no Natal), nada de filas nas portas de bares, restaurantes e boates, e a circulação de carros é mais tranquila. Enfim, a vida do turista fica muito mais fácil nesta época.   Por estar a grande altitude (1.628 metros – é considerada a cidade mais alta do Brasil), normalmente Campos do Jordão tem temperaturas mais amenas, mesmo no verão. Quando não está chovendo (algo que vem acontecendo com muita frequência no Estado de São Paulo nestes dias), as temperaturas por lá têm ultrapassado os 33 graus centígrados. Mas à noite pode esfriar. Por isso, sempre leve um bom casaco ou uma blusa de frio.   No mais, aproveite tudo o que os dias de sol e calor proporcionam: passeios pela cidade e arredores; prática de esportes ao ar livre – terminando tudo com um bom chope no Capivari, onde fica a sede da cervejaria Baden Baden e muitos outros restaurantes e bistrôs super charmosos.   Alguns outros atrativos da cidade: o Mosteiro das Irmãs Beneditinas, o Palácio da Boa Vista (residência oficial de inverno do governador paulista), Centro de Lazer Turundu (arvorismo e cavalgada), entre outros.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por