Chapa de Lacerda pode ter Pacheco como candidato ao Senado

Lucas Borges
lborges@hojeemdia.com.br
30/07/2018 às 20:58.
Atualizado em 10/11/2021 às 01:40
 (MaurícioVieira)

(MaurícioVieira)

A eleição para o governo de Minas Gerais pode sofrer uma reviravolta.Marcio Lacerda (PSB), Adalclever Lopes (MDB) e Rodrigo Pacheco (DEM) podem se unir em prol de uma única chapa na disputa pelo Palácio da Liberdade. 

Os três partidos negociam uma aliança em que Lacerda seria lançado como candidato a governador, Adalclever como vice e Pacheco disputaria uma cadeira no Senado.

Em entrevista coletiva concedida ontem, Pacheco reafirmou a intenção de lançar candidatura própria, mas admitiu a possibilidade de se unir a outro pré-candidato. 
“Temos que manter o diálogo aberto, tanto com o ex-prefeito Marcio Lacerda (PSB) quanto com o senador Antonio Anastasia (PSDB), mas convictos que nós temos a posição de candidatura ao governo do Estado. Mas deixar de conversar política é muito ruim, parece autoritarismo e até um tom de arrogância”, completa. 

Pacheco, que recebeu recentemente um convite de Anastasia para ser um dos candidatos de sua chapa ao Senado, comentou a indefinição sobre sua posição nas eleições de outubro. 

“Vejo como natural esse tipo de manifestação e até de especulação em torno das composições partidárias, mas, nesse momento,não se cogita nada que não seja a nossa candidatura ao governo do Estado. Obviamente, nós não podemos esgotar as conversas com os outros partidos, respeitando a posição de cada um”.

Presidente da Comissão Provisória do MDB-MG, o deputado federal Saraiva Felipe admitiu que as tratativas em torno da composição com o PSB e o DEM em Minas caminharam, mas pregou cautela em relação ao desfecho das negociações. 

“A conversa existe (apoio a Marcio Lacerda), mas o martelo não foi batido. Temos que ouvir toda a bancada estadual e a federal, mas, pelo o que sinto, essa negociação avançou. Também não tenho nenhuma restrição ao nome do Rodrigo Pacheco”, afirma. 

Por meio da assessoria de comunicação, o deputado federal Adalclever Lopes afirmou que não confirma mas também não descarta a possibilidade de se lançar como vice-governador ao lado de Lacerda e Pacheco. 

Namoro antigo 
A possibilidade de uma aliança entre Marcio Lacerda e o MDB vem sendo costurada desde o rompimento do vice-governador Antônio Andrade (MDB) com o PT. 

Segundo a assessoria de comunicação de Marcio Lacerda, o MDB vem mantendo tratativas com o ex-prefeito de Belo Horizonte desde então, por considerá-lo o “nome ideal” como uma terceira via na disputa, levando-se em conta também o fato de MDB e o PSDB, de Anastasia, serem adversários históricos no Estado. 

Em relação a uma união com Pacheco, a assessoria de Lacerda afirma que é uma composição perfeitamente possível, mas que o pré-candidato do PSB também mantém conversas com outros partidos. 
 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por