Nas boas e nas más: gols, títulos e retorno em meio à crise marcam a trajetória de Sóbis no Cruzeiro

Lucas Borges
@lucaslborges91
22/11/2021 às 17:29.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:18
 (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

(Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Rafael Sóbis anunciou sua aposentadoria após a vitória do Cruzeiro sobre o Brusque, em jogo no Mineirão

O duelo entre Cruzeiro e Náutico nesta quinta-feira (25), às 20h, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, marcará o último capítulo da carreira de Rafael Sóbis como jogador de futebol.

Com a camisa da Raposa, a última de sua carreira, e que defendeu em 175 jogos, Sóbis viveu momentos marcantes, sejam eles nas boas ou nas más horas.

Logo em sua primeira passagem pelo clube estrelado, em 2016, o atacante chegou a um time que vivia uma situação delicada no Campeonato Brasileiro, com risco de rebaixamento.

Junto do argentino Ramon Ábila, contratado no mesmo período, Rafael foi figura importante no segundo turno do Brasileirão da época, marcando quatro gols e livrando o time de qualquer chance de queda à Série B.

Títulos

No ano seguinte, já num Cruzeiro com plantel mais forte, Rafael Sóbis viveu seu melhor momento, marcando 16 gols em 51 jogos.

Cinco tentos foram registrados na Copa do Brasil, torneio em que o jogador se sagrou campeão e artilheiro, ao lado de Léo Gamalho (Goiás) e Lucas Barrios (Grêmio).

Em 2018, apesar de menos espaço no time em relação aos anos anteriores, ele garantiu uma nova conquista, levando o bicampeonato da Copa do Brasil. Meses antes, havia levantado o troféu do Mineiro.

Ao final daquele ano, optou por rescindir o contrato com a Raposa, que iria até dezembro de 2019, e rumar para o Internacional.

Retorno

Após passagens pelo Inter e pelo Ceará, Sóbis surpreendeu e anunciou seu retorno ao Cruzeiro em novembro de 2020.

Mesmo atuando na Série Aem clube que tinha protagonismo, como o Vozão, o jogador aceitou voltar para a Raposa, no momento mais difícil dos 100 anos de história do clube estrelado.

Com seis gols em 16 jogos, foi decisivo para a recuperação da equipe, que corria sérios riscos de rebaixamento para a Terceira Divisão.

O ponto alto das atuações ocorreu no dia 5 de dezembro, pela 26ª rodada da Série B, quando marcou um golaço de longe, antes do meio-campo, na vitória estrelada por 4 a 1 sobre o Brasil de Pelotas, no Mineirão. (Veja abaixo)

Tentos anotados nas vitórias fora de casa sobre Chapecoense e América, campeão e vice da Segundona, também foram essenciais na campanha de recuperação do time celeste.

  

Ponto final

Em 2021, Rafael Sóbis começou a temporada como titular, teve várias oportunidades com os três treinadores que passaram pelo clube ao longo do ano, mas não conseguiu repetir as boas atuações do ano anterior.

Com apenas três gols em 41 jogos, suas atuações foram contestadas por parte da torcida, mas seguiu sendo acionado na maioria dos jogos.

No último 9 de novembro, após a vitória do Cruzeiro sobre o Brusque, no Mineirão, Sóbis anunciou que aquela seria sua última partida como jogador profissional.

Entretanto, o apelo de vários torcedores e do próprio clube celeste fez com que o jogador aceitasse realizar mais um jogo com a camisa estrelada.

Como a Raposa não tem mais chances de rebaixamento e nem de acesso, o confronto com o Náutico foi escolhido para a despedida.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por