Espionagem e artimanha para Coreia do Sul e Suécia

Agence France-Presse
17/06/2018 às 17:32.
Atualizado em 10/11/2021 às 00:47

O técnico da Coreia do Sul, Shin Tae Yong, revelou neste domingo que deliberadamente mudou os números das camisas de seus jogadores nas partidas amistosas para confundir os adversários na Copa da Rússia.

"Exceto pelo astro dos 'guerreiros' coreanos Son Heung-min e pelo capitão Ki Sung-Yueng, todos os demais jogadores atuaram com números um pouco confusos", disse aos jornalistas Shin, na véspera da partida contra a Suécia, pelo Grupo F do Mundial, em Nizhni Novgorod.

"É muito difícil para os ocidentais diferenciar os asiáticos, e por isto fizemos", disse o técnico para justificar sua artimanha e apimentar o duelo.

Já o técnico sueco, Janne Andersson, falou neste domingo sobre a suposta 'espionagem' de seu colaborador Lasse Jacobsson, que viajou a Leogang, na região de Salzburgo, para observar o adversário sul-coreano. "Soube que era uma prática aberta, não entendeu que era um treino fechado" e "observou a distância", declarou Andersson, tentando minimizar o incidente.

"É muito importante que mostremos respeito a todos os nossos adversários, em todas as circunstâncias (...). Se alguém interpretou isto de maneira diferente, lamentamos". Shin também minimizou o incidente: "Não acredito que seja grave. É válido que todos queiram conhecer seu adversário".

O Grupo F é integrado ainda por México e Alemanha. Os mexicanos derrotaram a atual campeã mundial por 1 a 0 neste domingo.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por