Brasil pode ter falta de testes de Covid-19, alerta associação do setor

Agência Brasil
12/01/2022 às 17:04.
Atualizado em 18/01/2022 às 00:52
 (Freepik / Divulgação)

(Freepik / Divulgação)

Diante do risco de desabastecimento de insumos para testes de Covid-19, a Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed) recomenda, em nota técnica, a priorização de pacientes graves para a realização dos exames.

Pela escala proposta pela associação, devem ser testados primeiro os pacientes com maior gravidade de sintomas, casos de hospitalização e cirurgia, pessoas de grupos de risco, gestantes, trabalhadores assistenciais da área da saúde e colaboradores de serviços essenciais.

A Abramed aponta que "a alta transmissibilidade da nova variante Ômicron causou aumento exponencial de casos, o que vem demandando significativo aumento da  capacidade produtiva global de testes".

A entidade alerta que se não houver recomposição dos estoques "rapidamente" poderá ocorrer falta de oferta de exames. Isso ocorre tanto para os exames de tipo molecular (PCR), como de antígeno.

"Quando avaliamos as notícias que vêm de outros países, de que eles já estão sem insumos, é certo que o problema chegará ao Brasil", diz a associação na nota.

A Abramed afirma que não é possível calcular até quando será possível atender, pois os estoques variam entre os laboratórios e as regiões.

A associação informou que outras entidades do setor de saúde serão contatadas para informar da situação, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Agência Nacional de Saúde Suplementar  (ANS), o Ministério da Saúde, a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) e Associação Médica Brasileira (AMB).

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por