Ponte Preta exige multa para liberar Kleina ao Palmeiras

Daniel Akstein Batista
19/09/2012 às 12:42.
Atualizado em 22/11/2021 às 01:25

Depois de comandar a Ponte Preta em um treino realizado na manhã desta quarta-feira, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, Gilson Kleina entrou em reunião com a diretoria do clube para negociar a sua liberação do time e poder assim assumir o Palmeiras. Os dirigentes da equipe do interior paulista, porém, exigem o pagamento de uma multa que gira em torno de R$ 500 mil para rescindir o contrato do treinador.

A Ponte Preta deverá dar uma resposta ao Palmeiras já no início da tarde desta quarta, por volta das 14 horas, depois de o clube do Palestra Itália ter negociado diretamente com Kleina, fato que deixou os dirigentes do time de Campinas indignados, pois eles não foram procurados pela cúpula alviverde.

Em reunião ocorrida na noite da última terça-feira entre representantes do Palmeiras e de Kleina, o clube paulistano ofereceu um salário de cerca de R$ 300 mil e um contrato que iria até dezembro de 2013. O acordo também prevê uma multa rescisória alta, cujo valor não foi revelado, mas uma fonte do clube revelou que o mesmo seria "milionário".

Se fechar com Kleina, o Palmeiras deverá pagar aproximadamente metade do salário pedido por Paulo Roberto Falcão para assumir o comando do time, que hoje divide a lanterna do Campeonato Brasileiro com o Atlético-GO e corre sério risco de rebaixamento à Série B. O acordo com o ex-jogador da seleção brasileira, que queria ganhar mais do que R$ 500 mil por mês, também não vingou pelo fato de que ele gostaria de um contrato que fosse até o fim de 2013, mas a diretoria palmeirense queria firmar um vínculo que durasse apenas até o fim deste Brasileirão.

O Palmeiras já vinha conversando com Kleina desde a semana passada, apesar de ter negociado a contratação de Falcão nos últimos dias. Antes de se interessar pela proposta palmeirense, o comandante negociava a renovação de seu contrato com a Ponte Preta, sendo que no ano passado ele chegou a receber uma proposta do Fluminense, mas preferiu permanecer na equipe paulista.
http://www.estadao.com.br

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por