Conselho Monetário Nacional destina R$ 1,3 bilhão para recompor perdas em cafezais após geadas

Agência Brasil
17/08/2021 às 19:42.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:42
 (Secretaria de Cultura e Turismo de Maria da Fé/Divulgação)

(Secretaria de Cultura e Turismo de Maria da Fé/Divulgação)

Os produtores de café que sofreram prejuízos com as geadas do mês passado terão à disposição R$ 1,32 bilhão para recomporem a lavoura. O Conselho Monetário Nacional (CMN) destinou o valor para linhas especiais de crédito do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé).

Foram reservados 100% do valor da Linha de Recuperação de Cafezais Danificado e 20% do valor das Linhas de Custeio, Comercialização, Capital de Giro e Financiamento para Aquisição de Café (FAC). O dinheiro será emprestado a cafeicultores afetados pelas geadas, mediante avaliação dos danos econômicos.

A medida ocorreu após recomendação do Ministério da Agricultura. Em julho, diversas geadas atingiram cerca de 200 mil hectares de cafezais em São Paulo, Minas Gerais e Paraná, principais estados produtores do grão.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por