O deputado estadual e líder de governo na Assembleia Legislativa de Minas Gerias (ALMG), Durval Ângelo (PT), foi indicado nesta quinta-feira (28), pelo governador Fernando Pimentel (PT), para a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE),  aberta com a morte, em abril, da conselheira Adriene Andrade. 

O cargo de conselheiro do TCE é de livre nomeação do governador. Depois de escolher um nome, o chefe do Executivo envia uma proposição para a ALMG que  cria uma comissão especial para discutir a indicação. Esse comitê vai sabatinar o candidato a conselheiro. Em seguida, em caso de aprovação pela comissão, a decisão segue para a votação em plenário. Para que o indicado assuma o cargo no tribunal é necessário 39 votos favoráveis.

Leia mais:
Morre Adriene Andrade, primeira mulher presidente do TCE-MG