Muita música boa e gastronomia em Nova Lima

Eduardo Avelar
25/10/2015 às 10:47.
Atualizado em 17/11/2021 às 02:12
 (Divulgação)

(Divulgação)

Nos dias 7 e 8 de novembro, acontece na capital mineira o Feito Aqui, Festival de Música Contemporânea e Culinária Tradicional de Minas. Um espaço que integra as artes da música e da gastronomia. O projeto, realizado no Chevals, em Nova Lima, de 14h às 22h, promove a valorização da tradição e da cultura mineira, contadas a partir da história e da vida de quem produz cada cheiro e cada sabor desta celebração gastronômica.

Em sua segunda edição, o Feito Aqui tem curadoria do chef Eduardo Avelar, e produção executiva e curadoria da programação musical pela produtora Lailah Gouvea. A abertura do evento conta com os shows de Cataventoré, Felipe José Quinteto, Toninho Horta e Banda e Juarez Moreira e Trio. No domingo, sobem ao palco do festival Brisa e os biro-biro, Pablo Castro, Samuel Rosa e Lô Borges e Todos os Caetanos do Mundo. O festival tem a participação de mais de 16 produtores e mestres convidados que trazem o melhor da comida feita no interior de Minas.

Os pratos apresentados são receitas que passaram de bisavós para avós, de pais e mães para filhos. Cada história é cuidadosamente retratada em forma de cheiro e sabor, com o especial tempero mineiro, reconhecido internacionalmente. A seleção desses participantes leva em consideração essa ligação com as raízes do Estado, seus métodos específicos, produtos e utensílios típicos.

Entre os participantes que fazem parte do Feito Aqui estão Inezita dos Pasteis, de Itabirito; os chefs Flavio Trombino, do Restaurante Xapuri, Sandra Felisberto, do Hotel Canoeiros, de Pirapora; Edson Puiati, coordenador de Gastronomia da UNA; as Mestras dos Quintais, de Igarapé; Mestra as Merendeiras, de Morro do Pilar; Luiz Miranda, do Café com Prosa, de Entre Rios de Minas; sr. Orival, produtor de polvilho e mandiopãs, de Crucilandia, Gilvan da Macaxeira, de Teófilo Otoni, Beth da língua, de Paraopeba.

Os pratos vão desde as famosas quitandas da cidade de Paracatu - capital do pão de queijo, até o melhor feijão tropeiro do mundo de Morro do Pilar. O público também vai poder degustar cervejas artesanais, cachaças, vinhos, licores, cafés, doces e queijos da roça.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por