angulo, cruzeiro

 

O atacante Iván Angulo está em "compasso de espera". Sem poder ser inscrito no Cruzeiro por causa da penalidade imposta pela Fifa ao clube celeste, o jogador colombiano cumpre cronograma de treinos na Toca II sem saber ao certo quando terá sua situação regularizada.

O presidente do Cruzeiro falou sobre o atacante em live nesta sexta-feira (11), quando respondeu perguntas de torcedores e influencers digitais ligados à agremiação estrelada.

"O Angulo já está treinando há uma semana. Para um novo registro, estamos punidos. A gente precisa resolver a questão na Fifa com o Zorya. A gente está se empenhando diariamente para que isso aconteça. A CBF tem nos ajudando bastante. A gente acha que o Cruzeiro está sendo prejudicado preventivamente. Precisamos resolver essa situação para poder registrar o Angulo", explicou Sérgio Santos Rodrigues.

Angulo estava no Cruzeiro antes da eleição de Sérgio Santos Rodrigues, em 21 de maio deste ano. Entretanto, pouco depois de chegar à presidência, Rodrigues viu o Palmeiras solicitar o retorno do colombiano por problemas em seu elenco. Depois de seguir sem espaço na equipe paulista o atacante foi reemprestado ao time estrelado.

Punição

Cruzeiro e Zorya discutem na Fifa por causa da dívida dos mineiros pela contratação do atacante Willian "Bigode", ainda em 2013. O clube ucraniano não recebeu tudo que tinha direito e buscou resolver essa pendência em processo administrativo na entidade máxima do futebol.

O Cruzeiro alegou nas últimas semanas que fez um acordo legal com membros da diretoria do Zorya. Entretanto, alguns integrantes da cúpula do clube alegaram que o termo de negociação entre brasileiros e ucranianos tinha assinatura falsa de um dos dirigentes do time europeu.

O departamento jurídico celeste contestou essa linha seguida pelo Zorya e apresentou documentos oficiais e carimbados pelos ucranianos em coletiva de imprensa.

Não há uma data certa para que haja uma resolução sobre a punição do Cruzeiro. Até lá o atacante Angulo segue sem poder atuar e a Raposa sem poder inscrever qualquer atleta no sistema de registros da CBF.