No "velho Independência", a torcida do Galo chegou cedo para celebrar o encontro com astros ilustres do futebol. nesta quarta-feira (24), antes do jogo contra o Independiente Del Valle, pela Copa Libertadores.

A tradicional "Rua de fogo", policiais com gás de pimenta, feijão tropeiro, cerveja e morros, muitos morros, para subir e descer... Mas o enredo-padrão dos jogos do Atlético no Horto foi quebrado, graças, principalmente, a duas estrelas internacionais: Robinho e Verón. Um ainda veste as chuteiras. O outro, paletó e gravata.

Robinho arrastou a multidão alvinegra para o Independência. Mesmo sendo reserva da equipe na partida, o camisa 7 era a grande atração. Tanto que um torcedor sequer quis esperar as vendas do novo uniforme (em 17 de março) e comprou logo a versão pirata, personalizada com o número e o nome do "Rei das Pedaladas".

Outro atleticano  se vestiu de vermelho e branco para saudar a visita ilustre de Juan Sebastián Verón, atual presidente do Estudiantes de La Plata. O ex-jogador é reverenciado pela Massa por ter sido protagonista da derrota do rival Cruzeiro na final da Libertadores de 2009.

O argentino se encontrou com o presidente do Atlético, recebeu uma placa comemorativa, e os dois trocaram camisas oficiais. Verón está em visita a BH para, além de acompanhar o Galo, também estreitar relações comerciais com o clube mineiro.

Lucro

Para a alegria dos comerciantes, os ares no entorno do estádio eram de euforia e celebração. A ansiedade era tanta que a concentração dos torcedores teve início ainda no começo da tarde. Muitos outros saíram direto do trabalho para o estádio: apesar de o jogo estar marcado para as 21h45, a avenida Silviano Brandão e as ruas nos arredores já estavam tomadas desde as 18h30.

Com a chegada do ônibus da delegação alvinegra, pouco depois das 19h, os torcedores acenderam sinalizadores vermelhos e cantaram hinos na famosa "Rua de Fogo", ou "Inferno Alvinegro", como já virou costume em grandes jogos do Galo.

Confira a galeria de imagens registrada pelo Hoje em Dia: