Poucos palcos sul-americanos têm uma sintonia tão grande com a Copa Libertadores da América quanto o Mineirão. Afinal, foi no Gigante da Pampulha que o principal torneio entre clubes do continente teve vários de seus principais capítulos, incluindo cinco decisões (1976, 1977, 1997, 2009 e 2013). A ligação é tamanha que justamente quando completa 50 anos de história, o templo do futebol mineiro ganhou de presente a exposição “Libertadores – paixão que nos une”. A mostra acontecerá no Museu Brasileiro do Futebol e poderá ser vista pelo público amante do esporte bretão a partir da manhã deste sábado (8).
 
Realizada pela Bridgestone, patrocinadora máster da Copa Libertadores, a exposição retrata todas as peculiaridades que fizeram com que a competição ganhasse um apelo pouco visto em outras disputas ao redor do planeta. Nela, o visitante se torna um espectador real de cada época da competição através de ambientes interativos com totens e tablets. Além disso, serão disponibilizados para download gratuito dois aplicativos: um com dados da competição e outro com conteúdo mais extenso sobre a exposição. Para as crianças, foi desenvolvida uma tela exclusiva com conteúdo diferenciado e um quiz interativo na parede da mostra.
 
Coordenador do Museu Brasileiro do Futebol, Thiago Costa está acostumado a ver belíssimas exposições no local. Porém, segundo ele, a mostra “Libertadores – paixão que nos une” encanta justamente por conseguir explorar cuidadosamente essa “aura” que o torneio carrega. 
 
“O que faz dessa exposição diferente é por ela retratar a Libertadores. Fui na abertura em São Paulo, e fiquei maluco para trazê-la para Belo Horizonte. A Libertadores foi retratada de uma forma sistemática e histórica. Foi um trabalho muito bem feito pela curadoria da exposição. Acho que o público vai ter acesso a uma exposição de muita qualidade, com imagens e textos. E o fato de ser a Libertadores, uma competição que tem a mística da mistura entre a técnica e raça, faz da exposição especial”, avaliou.
 
Confira imagens da exposição
 

Entre os grandes homenageados da exposição está o ex-goleiro Raul Plasmmann. Campeão da Libertadores pelo Cruzeiro (1976) e pelo Flamengo (1981), o eterno arqueiro da camisa amarela sabe bem o significado da competição e fez questão de exaltá-la.

“É claro que as duas Libertadores são importantes e têm o mesmo peso para mim. Também pelo o que ela carrega. Quando você conquista a Libertadores, é diferente. Não estou menosprezando o Brasileiro, que fui campeão quatro vezes (1966, 1980, 1982 e 1983), e muito menos o Mundial (1981). Mas é diferente. É nosso. Tem a catimba. Você não ganha sendo o melhor. Você ganha sendo o melhor e o mais corajoso. É um torneio que não existe outro igual”, explica.
 
Ao ser questionado sobre qual é a mais doce lembrança que tem do torneio e gostaria de ver retratada na exposição, Raul citou dois gols de falta: o de Zico, em 1981, que deu o título para o Flamengo na decisão contra o Cobreloa, e outro que dificilmente sairá da memória do torcedor cruzeirense.
 
“Ter uma exposição como essa traz grandes memórias. Pelo Cruzeiro, tem o 'irresponsável' Joãozinho, que bateu aquela falta nos últimos minutos da final (da Libertadores de 1976) contra o River, e nos deu o título. No vestiário, o Zezé o chamou de irresponsável. Fosse eu o técnico, mesmo sabendo do resultado final, também falaria aquilo com ele. Tinha que ser o Nelinho. Mas foi essa molecagem que fez do torneio tão especial”, relembrou.
 
O público poderá conferir essa e outras páginas da competição entre os dias 8 de agosto e 10 de outubro. 
 
Serviço:
Exposição: “Libertadores - paixão que nos une”
Data: 8/8 a 10/10 
Local: Museu Brasileiro de Futebol – Estádio Governador Magalhães Pinto – Mineirão.
Endereço: Av. Coronel Oscar Paschoal, s/n, Portão G2. 
Horário de funcionamento do Museu: Terça a sexta das 9h às 17h e finais de semana 9h às 13h (Em dias de jogos e feriados, o Museu ficará fechado). 
Tel: (31) 3499-4312
 
 
Preço dos ingressos:
Visitas ao Estádio e ao Museu Brasileiro do Futebol
Inteira: R$ 14,00 / Meia-entrada: R$ 7,00
 
Visita monitorada apenas ao Estádio
Inteira: R$ 8,00 / Meia-entrada: R$ 4,00
 
Visita apenas ao Museu Brasileiro do Futebol
Inteira: R$ 8,00 / Meia-entrada: R$ 4,00