Menos de quatro horas depois de terem perdido nas semifinais, as brasileiras Ágatha e Maria Elisa voltaram à quadra montada no Parque Villa-Lobos e conseguiram se recuperar. Com a vitória sobre as italianas Menegatti e Orsi Toth, na tarde deste sábado, elas conquistaram a medalha de bronze no Grand Slam de São Paulo, etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia.

Na semifinal, disputada no final da manhã deste sábado, Ágatha e Maria Elisa perderam de virada para as alemãs Ludwig e Walkenhorst por 2 sets a 1, com parciais de 22/24, 21/14 e 15/11. Apesar da grande frustração, por não ter conseguido disputar o título diante da torcida brasileira, as duas mostraram força para se recuperar na decisão do terceiro lugar.

Diante de Menegatti e Orsi Toth, as brasileiras fizeram um jogo bastante equilibrado e venceram por 2 sets a 1, com parciais de 25/23, 13/21 e 15/10, em 54 minutos. "Foi bastante suado", comemorou Ágatha, em entrevista ao SporTV. "Nós tivemos pouco tempo para colocar a cabeça no lugar e entrar nesse jogo", lembrou Maria Elisa, que agradeceu o apoio da torcida.

Melhores representantes do Brasil na chave feminina do Grand Slam de São Paulo - foram cinco duplas na disputa da primeira etapa na história do Circuito Mundial de Vôlei de Praia que acontece na capital paulista -, Ágatha e Maria Elisa conseguiram o segundo pódio da temporada, depois de terem sido vice-campeãs no Grand Slam de Corrientes, em maio, na Argentina.

Sem a participação brasileira, a final da chave feminina do Grand Slam de São Paulo acontece na manhã deste domingo, entre as alemãs Ludwig e Walkenhorst, algozes de Ágatha e Maria Elisa, e as norte-americanas Walsh e Ross, que derrotaram as italianas.