"É campeão! É Campeão!". Esse foi o grito que o Atlético tirou da garganta na tarde deste domingo (30), ao despachar o Tombense e, assim como no jogo de ida da final do Mineiro (2-1), saiu vencedor também na grande decisão, desta vez, por 1 a 0. Foi o 45º título da história do alvinegro na competição.

Com o gol do volante Jair, marcado já nos acréscimos da primeira etapa, a equipe comandada pelo técnico Jorge Sampaoli ficou com o caneco e deu a tão esperada volta olímpica do comandante argentino em terras brasileiras. O clube, por sua vez, não conseguia o feito desde 2017.

Numa proposta reativa, a equipe de Tombos tentou segurar os alvinegros nos 45 primeiros minutos de jogo, mas acabou castigada. Para se ter ideia do domínio atleticano, o goleiro Rafael só foi acionado aos 27 minutos.

Na segunda etapa, atrás do placar, o técnico Eugênio Souza tentou fazer mudanças de peças, mas, mais uma vez, sem sucesso. Dono das ações, o Atlético seguiu com a pelota nos pés e tentando concluir quando encontrava espaços. Apesar da ineficiência para ampliar o marcador, o magro triunfo foi suficiente para alcançar o objetivo final.

Terceiro colocado na primeira fase, o Atlético superou o América nas semifinais e o Tombense nas finais. Ao todo, o time conquistou 10 vitórias, empatou quatro e perdeu apenas para a Caldense; revés este, ainda quando era comandado por Dudamel.

FICHA TÉCNICA
​TOMBENSE 0 X 1 ATLÉTICO

Data-Horário: 30 de agosto, às 16h
Local: Mineirão, Belo Horizonte

Árbitro: Ronei Cândido Alves (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Marcus Vinicius Gomes
Cartões amarelos: Serginho(TOM), Allan(ATL), Guilherme Arana(ATL), Gabriel Lima(TOM), Rodrigo(TOM), Marquinhos(TOM)
Cartão vermelho:Allan(ATL)

Gol: Jair, aos 48’-1ºT(0-1)

Tombense: Felipe; David, Admilton, Matheus Lopes (Ramon, aos 29’ do 2ºT) e João Paulo; Rodrigo, Serginho (Gabriel Lima, no intervalo) e Ibson (Jhemerson, aos 23’ do 2ºT); Marquinhos (Gersinho, aos 40' do 2ºT), Cássio Ortega (Maycon Douglas, no intervalo) e Rubens
Técnico: Eugênio Souza

Atlético Rafael; Mariano, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Alan Franco; Savarino (Hyoran, aos 29’ do 2ºT), Keno (Marquinhos, aos 18’ do 2ºT) e Eduardo Sasha (Marrony, aos 23’ do 2ºT)
Técnico: Jorge Sampaoli