A comunidade cruzeirense em todo o mundo está de luto. Morreu na noite da última quarta-feira, João Nogueira Júnior, o “Nogueirinha”, de 98 anos, último remanescente do Palestra Itália, clube fundado por imigrantes italiano e que depois deu origem ao Cruzeiro.

Nogueirinha faleceu por volta das 23h30 dessa quarta-feira, e logo que a notícia foi divulgada nas redes sociais os torcedores começaram a usar a hashtag #NogueirinhaEterno.

Ainda não há detalhes sobre o velório de Nogueirinha, que será enterrado nesta sexta-feira (11) no cemitério Parque Renascer, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O Cruzeiro, em suas redes sociais, prestou homenagens ao eterno ídolo Nogueirinha. 

 

 

História

Nogueirinha atuou no Palestra Itália na década de 1940 e era um exímio ponta-direita. Ele se destacou no fim dos anos 30 no time de seu colégio, de onde saiu para atuar na equipe de seminaristas de Elói Mendes, município que fica nas adjacências de Varginha, outra cidade do Sul de Minas Gerais.

Nogueirinha mostrou um bom futebol à época e foi observado pelo então presidente do Palestra Itália, Osvaldo Pinto Coelho, que o levou para o clube de Belo Horizonte.

Registros históricos mostram que o primeiro jogo de Nogueirinha pelo antigo Palestra Itália aconteceu em 21 de janeiro de 1940, data que completaria 79 anos daqui 11 dias. Seus dois primeiros gols com a camisa do clube foram justamente em cima do Atlético, no Estádio de Lourdes, casa do rival, na vitória por 3 a 0. Niginho, um grande amigo de Nogueirinha, fechou a goleada.

Entre os anos 1940 e 1947, Nogueirinha marcou 49 gols e fez 157 jogos. Ele atuou tanto pelo Palestre Itália quanto pelo Cruzeiro, e vivenciou toda a mudança de nome do clube por causa do período de Guerra nos anos 1940.