Cruzeiro

Após duas derrotas para o América no Campeonato Mineiro, sendo uma na primeira fase (1 a 0) e outra na ida das semifinais (2 a 1), o Cruzeiro tenta vencer o terceiro embate com o Coelho na temporada, neste domingo (9), às 16h, no Independência. É possível superar o Alviverde? Como destaca o técnico Felipe Conceição, não apenas é, como já poderia ter acontecido.

Só que, desta vez, a Raposa vai precisar ganhar por dois ou mais gols de diferença para avançar à decisão do Estadual. Ainda assim é possível? Novamente, como ressalta Conceição, sim!

"Hoje a gente consegue enfrentar qualquer equipe de igual para igual ou sendo superior e buscando sempre as vitórias. Conseguimos criar situações de gol contra qualquer time e ter um domínio na maioria das partidas. E isso se deu num período curto de tempo. Estamos num estágio com padrão, equipe-base definida, e os atletas sabem o que fazer dentro de campo”, afirmou o comandante.

É chover no molhado dizer que a expectativa por parte do treinador é positiva. E um dos pontos que o fazem acreditar na classificação é justamente o revés passado. Ou melhor dizendo, a performance que o Cruzeiro teve em grande parte do último duelo, no qual, porém, acabou perdendo por 2 a 1, de virada.

“A gente conseguiu ser superior ao adversário na maior parte do tempo. Fizemos um bom jogo dentro do nosso crescimento, uma coisa forte visando ao objetivo principal que é a Série B. Pensando no processo e no objetivo principal do ano, estamos no caminho certo. Nos confrontos com equipes de Série A, nós vencemos um (o Atlético) e poderíamos ter ganhado do outro (o América). Isso vem do trabalho dos atletas, da dedicação e da construção que estamos fazendo", comenta.

Os celestes ainda terão o sábado para se preparar para o clássico que vale um lugar na disputa pelo título do Mineiro. “A gente vai brigar muito no domingo para poder ter mais dois jogos e estar na final da competição. Sempre com o objetivo principal que é o crescimento da equipe para a Série B”, diz Conceição.