Apesar de nunca ter enfrentado o Atlético e jamais ter pisado no gramado do Mineirão durante a vitoriosa carreira, Diego Armando Maradona, que morreu nesta quarta-afeira (25), vítima de uma parada cardiorrespiratória, foi assunto em Minas Gerais em 2014, por um simples gesto.

Naquele ano de Copa do Mundo sediada no Brasil, período em que a seleção estava hospedada na Cidade do Galo, ele foi presenteado com uma camisa do clube brasileiro e viralizou nas redes sociais com "o manto alvinegro".  Nas costas, estava o nome de Ronaldinho Gaúcho, amigo pessoal e um dos pupilos de El Pibe de Oro, que completou 60 anos.

Pela primeira vez no Mineirão, Maradona acompanhou a vitória dos argentinos sobre o Irã, por 1 a 0. Das tribunas, não poupou elogios ao Gigante da Pampulha.

"Estou muito contente por estar em Belo Horizonte. Agradeço todo o povo de Minas Gerais, que está me tratando com muito carinho e muito respeito. E realmente estou muito feliz em estar em Belo Horizonte vendo a Argentina, graças a muita gente que fez com o acesso ao campo fosse bem mais simples do que no Maracanã", disse.

Diego Maradona no Mineirão Argentina x Irã

Maradona esteve no Mineirão para acompanhar a vitória da Argentina sobre o Irã, na Copa do Mundo de 2014

Em homenagem ao ídolo argentino,  o Atlético publicou a foto de Maradona com a camisa do alvinegro, juntamente com a seguinte mensagem:

"O Atlético lamenta profundamente o falecimento do eterno craque Diego Maradona, marcado na memória dos torcedores argentinos e de todos os que amam o futebol. ¡Adiós, Pibe de Oro! Descanse em paz".