O Cruzeiro segue em situação muito delicada no Campeonato Brasileiro. A derrota por 1 a 0 para o Vasco, nesta segunda-feira (2), no estádio São Januário, fez com que a Raposa permanecesse na zona de rebaixamento restando apenas duas rodadas para o fim do torneio.

Após o revés para o time cruzmaltino, o técnico Adilson Batista, que fez a sua reestreia pela equipe celeste, afirmou que viu o Cruzeiro superior ao adversário.

“Evidentemente tivemos uma proposta inicial para competir, não deixar o Vasco jogar, induzir e sair rápido. Mas não tivemos êxito, tivemos erros de posicionamento. O Vasco deu um chute e se fechou. Tivemos volume pela direita muito bom. Pecamos no último passe”, completou Adilson.  

Adilson Batista Cruzeiro

Confiança

O comandante da Raposa também comentou as substituições que fez no segundo tempo, lamentou as oportunidades desperdiçadas, mas fez questão de demonstrar confiança na permanência do time celeste na Série A.

“Marquinhos e Fred entraram muito bem. Arrisquei com Ezequiel, tirando o Pedro (Rocha). Tivemos um volume muito melhor, mais imposição. Tivemos três oportunidades para fazer. Infelizmente não fizemos. É lamentar, mas reagir o mais rápido possível. Temos seis pontos para jogar, estamos dois atrás. Precisamos ir para Porto Alegre fazer o ‘jogo da vida’, como era hoje. E continuar acreditando. Tem o lado emocional. Mas passo para eles manterem o discernimento, concentração e respeito à instituição e façam seu melhor”.

Em 17º lugar na tabela de classificação, com 36 pontos – dois a menos que o Ceará, 16º colocado – o Cruzeiro volta a campo na próxima quinta, para enfrentar o Grêmio, às 19h15, na Arena do Grêmio.

Caso faça menos pontos que o Ceará, que enfrenta o Corinthians, na quarta, no Castelão, a Raposa será rebaixada com uma rodada de antecipação.