Um dos pontos fortes do time do Cruzeiro nesta temporada é o sistema defensivo. Em 13 jogos disputados, sendo 11 pelo Campeonato Mineiro e dois pela Copa do Brasil, a Raposa sofreu apenas cinco gols, média de 0,38.

Os números fazem do time celeste o menos vazado do Estadual, e também o melhor no quesito entre os 20 times que vão disputar o próximo Campeonato da Série B. Um dos que contribuíram para o bom desempenho no setor é o volante Adriano, que se consolidou no time titular em 2021. 

Em entrevista na Toca da Raposa II, nesta sexta-feira (30), o jogador citou alguns motivos para a consistência defensiva da equipe celeste.

“É uma série de coisas, treinamento, compactação melhor da defesa. Compramos melhor a ideia (do técnico) também. Tem que ser muito dinâmico na marcação. Isso começa lá na frente com os atacantes. Se eles ajudarem lá na frente, lá atrás fica muito mais tranquilo para que a gente não sofra gols”, disse o meio-campista.

Duelo com o Coelho

O Cruzeiro volta a campo neste domingo (2), para enfrentar o América, às 16h, no Mineirão, no jogo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro. No primeiro encontro entre as equipes, em 21 de março, o Coelho venceu por 1 a 0, no Independência, pela 5ª rodada da primeira fase do torneio.

Desde então, o Cruzeiro conseguiu evoluir tanto em desempenho, quanto em resultados. No revés no Horto, os azuis ainda oscilavam no início do trabalho do técnico Felipe Conceição, inclusive, ficando fora do G-4 do campeonato em determinado momento da disputa.

Entretanto, a Raposa conseguiu encaixar uma boa sequência de resultados, conquistando cinco vitórias, um empate e uma derrota desde então.

De olho em um bom resultado no domingo, Adriano deu a receita para a equipe estrelada superar o Alviverde.

“Naquele primeiro jogo o nosso primeiro tempo não foi tão bom, entramos meio apáticos. Melhoramos no segundo temo, mas também não foi muito bom. Temos que começar ligado desde o início, focado dentro de campo e sair na frente, que é importante. E dar sequência para sair classificado”.

Terceiro colocado na primeira etapa do Mineiro, o Cruzeiro busca o triunfo no Gigante da Pampulha para reverter a vantagem do Coelho, que entra na disputa com o benefício de atuar por dois empates ou uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols.