O Cruzeiro tem um grande desafio na próxima terça-feira (24), quando encara a líder Chapecoense, às 21h30, na Arena Condá, em Chapecó, pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, pois além dessa credencial, o time catarinense é o melhor mandante da competição, pelo aproveitamento, e também único entre os 20 clubes do torneio que não perdeu dentro de casa.

Na impressionante campanha, a Chape, que perdeu apenas uma vez nas 22 partidas já disputadas, acumula 16 jogos de invencibilidade.

Essa condição, até o último sábado (21), era do Cuiabá, que perdeu a invencibilidade na Arena Pantanal sendo derrotado por 1 a 0 pelo CSA, resultado que, inclusive, tirou a equipe mato-grossense do G-4 da Série B.

treino Crueiro Luiz Felipe ScolariLuiz Felipe Scolari comandou treinamento na manhã deste domingo preparando o Cruzeiro para o jogo da próxima terça-feira, contra a líder Chapecoense, na Arena Condá

Com seis vitórias e quatro empates na Arena Condá, a Chapecoense soma 22 pontos em dez partidas dentro de casa com 73,3% de aproveitamento, contra 69,4% dos cuiabanos.

Para sonhar com o acesso, o Cruzeiro precisa de arrancar nesta Série B, pois só com uma sequência de vitórias, e isso é uma urgência, consegue se aproximar do grupo que subirá para a Série A no ano que vem, sendo que sua distância para a própria Chapecoense e o vice-líder América já é muito grande.

A expectativa era de que isso acontecesse neste início de returno, principalmente após a vitória sobre o vice-lanterna Botafogo-SP, na 20ª rodada, em Ribeirão Preto.

Mas o empate por 3 a 3 com o Guarani, na rodada seguinte, somado à fraca atuação diante do 18º colocado Figueirense, na última sexta-feira (20), no Mineirão, impediram que isso acontecesse e até aparecem como barreira a uma vitória na Arena Condá.

Mas voltar de Chapecó com os três pontos, por tudo o que faz a Chapecoense nesta Série B, pode ser o que faltava ao Cruzeiro para o time tentar arrancar na competição, onde a cada rodada vê as chances de acesso diminuírem.