Um dos principais jogadores do Atlético na temporada, o volante Allan afirmou que o grupo de jogadores  procura se blindar das polêmicas extracampo que agitaram o clube nos últimos dias.

Nesta semana, o Galo esteve próximo de anunciar as contrações do meia Thiago Neves e o atacante Villa, mas ambas foram descartadas após uma forte rejeição da torcida alvinegra.

Além disso, os atrasos salariais no clube vem gerando grande insatisfação do técnico Jorge Sampaoli, que colocou o pagamento em dia dos vencimentos como requisito para aceitar comandar a equipe.

De acordo com o jornalista Herverton Guimarães, o argentino chegou, inclusive,  a dar um ultimato a diretoria do Atlético, ameaçando deixar o cargo caso os pagamentos não sejam regularizados.

Em entrevista coletiva na Cidade do Galo nesta quinta-feira (17), o jogador afirmou que o elenco vem procurando se preservar em relação a situações que ocorrem fora do campo de jogo.

“Sou muito desligado de redes sociais, prefiro ficar por fora dos comentários, do que está acontecendo. Então, a gente tenta blindar ao máximo o grupo aqui, porque o nosso momento está sendo muito bom. Não só dentro de campo, como fora também. A gente tem um grupo muito bom e um acaba conversando com o outro. Aquele que sente mais, a gente puxa daqui, puxa dali. Futebol tem disso, e a gente tem que saber lidar da melhor forma", completou o volante.

Atrasos salariais

Sobre a questão dos salários, Allan revelou que os atrasos geram um certo desconforto, mas mostrou tranquilidade, afirmando que crê em uma resolução rápida para o caso.

"Eu vi essa matéria que saiu, mas para nós ele não falou nada em relação a isso. Todo mundo sabe e gosta de trabalhar com o salário em dia, mas a gente também tenta entender o lado do clube, o momento que o clube está passando. Espero que nesses dias, eles consigam colocar tudo em dia e acaba esse assunto. Não tem mais isso. Como está todo mundo falando, o Sampaoli fica e nos ajuda".

Na segunda colocação do Campeonato Brasileiro com 18 pontos, dois a menos que o líder Internacional, e com um jogo a menos que o Colorado, o Galo vai buscar a liderança do torneio neste sábado (19), quando vai enfrentar o Atlético-GO, às 21h, no estádio Olímpico, em Goiânia.

Caso bata o Dragão, e o Inter não vença o Fortaleza, em duelo também neste sábado, às 19h, na capital cearense, o Atlético vai assumir a ponta da tabela de classificação.