Presente em 33 jogos do Atlético na temporada, o zagueiro Igor Rabello figurou na lista dos atletas que ganham folga até 8 de março. Contudo, querendo mostrar serviço neste início de "novo ciclo", preferiu abrir mão do descanso e ajudar a equipe na estreia no Campeonato Mineiro neste domingo, a partir das 18h15, contra a URT.

Entrevistado desta sexta-feira (26) na Cidade do Galo, Rabello deixou claro que quer entrar de vez na briga por uma vaga na equipe titular que terá muitas competições importantes pela frente nos próximos meses; a Libertadores, uma delas. Enquanto o clube não acha um substituto para o técnico Sampaoli, que assinará até 2023 com o Olympique de Marselha, da França, ele espera ajudar Lucas Gonçalves e Éder Aleixo, interinos no comando, dentro das quatro linhas.

"Eles já tinham feito uma lista. Apesar de não ter jogado vários jogos, tive minutagem para o descanso, foi me passado que eu teria, mas eu queria jogar, atuar mais e poder jogar o Estadual neste início para ajudar os jovens. Eu sempre quero jogar. Meu objetivo é jogar e pedi para jogar desde o início", comentou Rabello.

"Cobrança sempre vai ter, chegaram muitos atletas durante o ano, era um trabalho novo, o ciclo com Sampaoli terminou, mas a gente aprendeu muito, a gente vai levar isso com a gente. Nesta nova temporada, a gente vai estar mais entrosado, mais maduro em busca dos títulos", acrescentou.

Sobre a terceira colocação do Atlético no Campeonato Brasileiro, findando a competição com apenas três pontos a menos que o campeão, Flamengo, o zagueiro lamentou alguns jogos ruins da equipe, que poderiam ter rendido o título que não vem desde 1971.

"A gente deu alguns vacilos durante o campeonato, resultados que a gente poderia ter vencido, três pontos ficou a diferença para a gente ser campeão. Não faltaram empenho e vontade, a gente sempre buscou o melhor. E agora um novo ciclo para a gente mudar isso e conseguir um novo título", finalizou.