A entrevista coletiva do presidente do América, Marcus Salum, realizada na tarde desta quarta-feira (22), revelou que o clube pretende seguir novos rumos e que a reformulação iniciada com a mudança da comissão técnica e o plantel de jogadores – incluindo a vinda de Michel Bastos –, também vai passar pela diretoria de futebol.

Durante a coletiva, o presidente do Coelho anunciou que Paulo Bracks, até então diretor das categorias de base alviverde, vai exercer tal função na categoria profissional.

“Tomamos algumas medidas que considero importantes e, por conta do início da Série B, tiveram que ser mais rápidas do que esperávamos. Dentro disso, estão algumas contratações de atletas para posições de maior carência e já estamos trabalhando nisso. Também trouxemos o Barbieri e discutimos com ele todo o projeto que pretendemos para o América. E, agora, tomamos outra decisão importante, que é a chegada do Paulo Bracks como diretor de futebol”, Explicou Marcus Salum

Paulo Bracks, que é formado em direito e foi diretor de competições da Federação Mineira de Futebol durante quatro anos, terá a missão de ser um agente importante na esperada recuperação do Coelho na Série B do Campeonato Brasileiro. O novo dirigente americano se mostrou confiante para assumir a nova função.

“Encaro esse desafio e agradeço muito pela confiança. Terei o apoio de uma equipe muito competente, uma comissão técnica que, em pouco tempo, já mostrou como é promissora e de qualidade. Daremos todo o apoio necessário para eles. Acho que o maior desafio é dar confiança aos jogadores. Queremos passar isso para eles. Estou muito grato por esse convite, mas ciente que a responsabilidade é grande. Agradeço a todos pela confiança e vou trabalhar com uma equipe séria, correta e ética”, disse.

O novo diretor de futebol deixou claro que seu objetivo será implantar a mesma filosofia já aplicada na base e que seu desafio será conseguir transportar essas mesmas ideias para o profissional.

“Acredito que precisamos ter mais alegria para jogar. Não digo de forma ofensiva e irresponsável, mas de uma maneira mais confiante. A base se permite jogar dessa forma. Alguns clubes jogam por resultado, diferentemente do América, que preocupa com a formação do jogador. Acredito que se conseguir levar isso ao profissional, com a ajuda e aceitação de todos do elenco, podemos ter a ciência que buscar um resultado é mais eficaz que esperar uma oportunidade para matar o jogo, conseguiremos ter resultados melhores”

Contratações

Além das trocas de comissão técnica e direção de futebol, a má fase vivida pelo Coelho no início da Série B também influencia na busca de novos reforços. O próximo atleta a defender o América é o experiente Michel Bastos. Atuando ultimamente como meio-campo, o novo reforço americano chega na sexta-feira para assinar contrato.

“Acho que ele (Michel) vai agregar muito. Ele estava no Sport no ano passado. Fez um torneio pelo América, na Holanda, em 2001, e vai, provavelmente, encerrar a carreira aqui. É uma coisa interessante. Está fechado” explicou o presidente americano.

Outro atleta que deve reforçar o Coelho é o atacante Rafael Bilú. Conforme já noticiado pelo site Globoesporte.com, o jovem atacante do Corinthians chegará ao clube mineiro por empréstimo até o final da temporada.

*Hugo Lobão sob supervisão de Thiago Prata