Em um clássico onde sobrou disposição, mas faltou inspiração, o América levou a melhor. Jogando no Independência, o Coelho venceu a Raposa por 1 a 0 na tarde deste domingo (21), em duelo da 5ª rodada do Campeonato Mineiro.

O gol do Alviverde foi marcado por Joseph, aos 34 minutos do primeiro tempo, em um lance que gerou muita reclamação da equipe celeste.

Isso porque o lateral-direito do América estava em posição irregular na origem da jogada, mas o árbitro Emerson de Almeida Ferreira considerou que o desvio em Ramon legitimou a jogada.

Léo Passos, aos 50 minutos de jogo, ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti, chutando para fora.

Com o resultado, a equipe comandada pelo técnico Lisca chegou aos 12 pontos e recuperou a segunda colocação do Estadual, agora com três pontos a menos do que líder Atlético.

O Cruzeiro, por sua vez, permaneceu com sete pontos, caindo para a quinta colocação, ficando fora zona de classificação para a próxima fase da competição. Caso o Tombense vença o Patrocinense, também neste domingo, os azuis vão cair mais uma posição na classificação. 

Lembrando que o Estadual será paralisado a partir desta segunda-feira (22), inicialmente até 31 de março, por determinação do governo de Minas, em adequação às medidas implementadas na Onda Roxa do programa Minas Consciente em todo o território.

A FICHA DO JOGO

MOTIVO: 5ª rodada do Campeonato Mineiro

DATA: 21 de março de 2021 (domingo)

LOCAL: Estádio Independência

CIDADE: Belo Horizonte

GOL: Joseph, aos 34 minutos do primeiro tempo;

ARBITRAGEM: Emerson de Almeida Ferreira, auxiliado por Celso Luiz da Silva e Pablo Almeida da Costa

CARTÕES AMARELOS: Lisca (América); Jadson, Cáceres, Ramon e Alan Ruschel (Cruzeiro)

CARTÃO VERMELHO: Matheus Pereira e Eduardo Brock(Cruzeiro)

AMÉRICA

Matheus Cavichioli; Joseph (Diego Ferreira); Eduardo Bauermann, Anderson Jesus e João Paulo; Sabino, Juninho, Marcelo Toscano (Flávio) e Alê (Zé Ricardo); Gustavinho (Leandro Carvalho) e Rodolfo (Léo Passos)

Técnico: Lisca

CRUZEIRO

Fábio; Cáceres; Ramon, Eduardo Brock e Matheus Pereira; Adriano (Rafael Sóbis), Jadson (Matheus Barbosa) e Alan Ruschel (Marcinho); Airton (Bruno José), Marcelo Moreno e Felipe Augusto (William Pottker). Técnico: Felipe Conceição

Leia Mais:
Fim do tabu: América vence o Cruzeiro pela primeira vez na 1ª fase do Mineiro na fórmula atual
Parada antecipada: América vence Cruzeiro em clássico pobre tecnicamente e com cara de Onda Roxa