Fim da espera. O América resolveu apostar em um nome da nova geração e confirmou, no começo da noite dessa segunda-feira, Maurício Barbieri como substituto de Givanildo Oliveira, com a missão de recuperar a equipe do começo ruim no Brasileiro da Série B e levar o Coelho de volta à Série A. Ele já comanda os atletas nessa terça-feira no CT Lanna Drumond, pensando na partida de sábado contra o Criciúma, no interior catarinense.

Com 38 anos, natural de São Paulo, Barbieri ganhou destaque ao assumir interinamente o Flamengo no lugar de Paulo César Carpegiani que, por sua vez, ocupava a vaga aberta com a saída do colombiano Reinaldo Rueda. No rubro-negro da Gávea, chegou à semifinal da Copa do Brasil e às oitavas da Libertadores, mas acabou dispensado na reta final do Brasileiro, dando lugar a Dorival Júnior.

Entre 2011 e 2018, o treinador teve passagens pelo Audax-RJ, Red Bull-SP, Guarani-SP e Desportivo Brasil-SP. Nesse período, o treinador conquistou dois acessos: um com o Audax-RJ, na Série B Carioca de 2012 e outro com o Red Bull-SP, na Série A-2 Paulista de 2014. Seu último trabalho foi à frente do Goiás, com boa campanha na primeira fase do estadual, mas não resistiu à perda do título para o Atlético-GO.

Além de Barbieri, também chegam ao América os auxiliares Guilherme Lucrécio e Felipe Lucena, além do preparador físico Gustavo Araújo. Eles se juntam à comissão técnica fixa do Clube, que seguirá com sua estrutura mantida.