Foi suado, mas o América está classificado para a semifinal do Campeonato Mineiro. Em um jogo muito duro, o Coelho venceu a Caldense por 2 a 0, nessa segunda-feira (25), no Independência, e agora enfrenta o Cruzeiro na sequência do Estadual.

Mesmo jogando diante do seu torcedor, o Coelho encontrou muitas dificuldades contra uma bem armada Caldense, e só conseguiu os gols que garantiram a vaga no final da partida.

Matheusinho, aos 37 minutos, após falha grotesca do sistema defensivo da Veterena, e João Paulo, já aos 47 minutos, decretaram o triunfo da equipe comandada pelo técnico Givanildo Oliveira.

O próximo desafio do América será no domingo (31), às 16h, no Independência, quando vai enfrentar o Cruzeiro, na primeira partida da semifinal do Mineiro.

Por ter melhor campanha na primeira fase, a Raposa tem a vantagem de decidir em casa, e de jogar por dois resultados iguais.

No outro lado da chave, Atlético e Boa Esporte disputam a outra vaga na final do torneio.

A Caldense, por sua vez, agora volta o foco para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D, que começa em maio.

O jogo

Jogando diante de seu torcedor, o América iniciou a partida tentando tomar a iniciativa das jogadas.

Com uma Caldense bem postada no campo de defesa, o Coelho tentava aproveitar a velocidade de Felipe Azevedo pela ponta direita, mas esbarrava na boa marcação do rival.

Tentando explorar os espaços cedidos pelo time alviverde, que avançava até mesmo os zagueiros para auxiliar na armação dos ataques, a Veterana quase abriu o placar.

Aos 15 minutos, o rápido atacante Salatiel recebeu na entrada da área, mas parou no goleiro Fernando Leal, que cresceu na frente do atacante, e fez boa defesa.

A primeira chance de gol do América veio dos pés de Marcelo Toscano. Aos 31 minutos, o meia-atacante arriscou de fora da área, e a bola passou à esquerda, com perigo ao gol de Omar.

Nove minutos depois, mais uma chance do Coelho de fora da área. Juninho arriscou de longe, e a bola passou por cima, próximo ao gol da Caldense.

Água mole e pedra dura...

O panorama no segundo tempo se manteve o mesmo. O América continuava tentando penetrar na defesa da Caldense, mas parava na bem armada retaguarda do rival.

Com muita aplicação tática e com uma marcação agressiva, o time de Poços de Caldas dificultava as ações do Coelho.

Entretanto, uma falha grotesca da defesa da Caldense pôs por terra todo o bom desempenho do sistema defensivo da equipe.

Aos 37 minutos, após recuo de bola, o goleiro Omar tentou sair jogando com o zagueiro Renato, que não conseguiu dominar. Melhor para o atacante Júnior Viçosa, que acompanhou toda a jogada, e aproveitou a sobra de bola para encobrir o goleiro. A bola ainda resvalou no defensor da Caldense, mas Matheusinho, até então apagado no jogo, apareceu para complementar de cabeça, e abrir o placar para o Coelho.

O América teve a chance de ampliar o marcador aos 42 minutos. Neto Berola fez boa jogada pela esquerda, serviu Christian, que pegou mal na bola. Na sobra, João Paulo finalizou por cima do gol.

Cinco minutos depois, a pá de cal. Marcelo Toscano puxou o contra-ataque, serviu Júnior Viçosa, que furou, mas a bola sobrou para João Paulo, que finalizou no canto esquerdo de Omar, sacramentando a classificação do América para as semifinais do Campeonato Mineiro.

 

FICHA DO JOGO

AMÉRICA 1X0 CALDENSE

Motivo: Quartas de final do Campeonato Mineiro

Local: Independência (Belo Horizonte)

Arbitragem: Felipe Fernandes de Lima, auxiliado por Márcio Eustáquio Sousa Santiago e Marcus Vinícios Gomes

Gols: Matheusinho, aos 37 e João Paulo, aos 46 minutos do segundo tempo,

Cartões Amarelos: Salatiel, Romário e Edu Pina (CAL)

Público: 2.267

Renda: R$ 9.530

AMÉRICA - Fernando Leal; Ronaldo, Paulão, Diego Jussani e João Paulo; Zé Ricardo e Juninho (Christian); Marcelo Toscano, Matheusinho (Sávio) e Felipe Azevedo (Neto Berola); Júnior Viçosa. Técnico: Givanildo de Oliveira


CALDENSE - Omar; Carlinhos, Renato, Rodolfo e Edu Pina (Lorran); Renan (Édipo), Jean, Romário e Judson (Tiaguinho); Júlio e Salatiel. Técnico: Mauro Fernandes