O América traz um ponto precioso de Salvador, onde enfrentou o Vitória, pela 17ª rodada da Série B do Brasileiro. Contra um adversário direto na luta para escapar do risco de rebaixamento, o time mineiro mostrou personalidade, não se intimidou com a animada torcida do rubro-negro e, acima de tudo, conseguiu segurar o adversário mesmo com um homem a menos por boa parte da segunda etapa. O empate sem gols no Barradão tirou o Coelho do Z-4, com 18 pontos (é o 16º), mesma pontuação do time baiano, que já era o primeiro fora da região da degola.

O Coelho voltou a mostrar, na Boa Terra, uma característica que tem marcado sua campanha na competição este ano: a tranquilidade para atuar fora de casa. Dessa forma, havia superado o CRB em Maceió; a Ponte Preta em Campinas e empatado com Paraná e Vila Nova. Na primeira etapa, a equipe do técnico Felipe Conceição tomou a iniciativa e apostou nas tentativas de longa distância. O treinador contou com Felipe Azevedo, recuperado de contusão e abriu mão do esquema com três volantes, escalando Geovane ao lado de Matheusinho na armação.

Com a marcação defensiva bem postada, o time mineiro dificultou as chegadas do Vitória que, nos primeiros 45 minutos, levou perigo efetivamente apenas em uma ocasião: um chute de Felipe Gedoz pela esquerda que Jori mandou a escanteio.

Na segunda etapa, Carlos Amadeu mandou a campo o meia equatoriano Jordy Caicedo, destaque na sequência de dois triunfos da equipe baiana, e que não tinha condição física para resistir a todo o jogo. Quem levou mais perigo, no entanto, foi o Coelho, com um chute de Giovane que desviou no travessão, logo aos 5min. Com uma passagem pelo rival da noite, o jogador foi um dos destaques americanos na partida, justificando a presença em campo.

Expulsão duvidosa

O panorama de domínio só mudou aos 21 minutos, quando o árbitro Rodrigo Raposo expulsou Zé Ricardo, que já tinha cartão amarelo, num lance discutível com o ex-atleticano Lucas Cândido. A esperada pressão do Leão esbarrou na solidez defensiva americana. Com Neto Berola em lugar de Júnior Viçosa, ainda foi possível criar algumas chances no ataque. A igualdade acabou ficando de bom tamanho para a recuperação do time do Horto, que recebe domingo, às 11h, o Guarani, em mais um duelo direto. O Bugre é o lanterna da competição, com 13 pontos, quatro a menos do que os mineiros.

VITÓRIA 0 x 0 AMÉRICA
Campeonato Brasileiro (Série B): 17ª rodada

Vitória
Martín Rodriguez; Van, Éverton Sena, Ramon e Capa; Baraka, Lucas Cândido, Ruy (Jordy Caicedo) e Felipe Gedoz; Thiaguinho (Marcelo) e Anselmo Ramon (Eron)
Técnico: Carlos Amadeu

América
Jori; Leandro Silva, Paulão, Ricardo Silva e João Paulo; Juninho, Zé Ricardo, Geovane (Willian Maranhão) e Matheusinho; Felipe Azevedo e Júnior Viçosa (Neto Berola)
Técnico: Felipe Conceição

Arbitragem: Rodrigo Batista Raposo, auxiliado por Luciano Benevides de Souza e Lucas Torquato Guerra (todos do DF).
Cartão amarelo: Lucas Cândido (V), Zé Ricardo (A)
Cartão vermelho: Zé Ricardo (A)