O América não poderá contar com o técnico Lisca no duelo com o Treze-PB, nesta quinta-feira (18), às 16h, no estádio Presidente Vargas, em Campina Grande, pela primeira fase da Copa do Brasil.

Na manhã desta quarta, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) indeferiu o pedido de efeito suspensivo impetrado pelo América, que tentava suspender a pena de dois jogos de suspensão aplicada ao treinador.

O comandante foi punido com dois jogos de suspensão pelo STJD no início de fevereiro por infrações cometidas após a última rodada da Série B.

Na ocasião, Lisca e membros da diretoria do Coelho – também punidos – fizeram duras reclamações sobre a atuação da arbitragem nos jogos do América no torneio, e no último da Chapecoense, vencedora do torneio por ter tido um gol a mais de saldo que o time mineiro, vice-campeão. 

O América recorreu da sentença no Pleno do STJD (segunda instância do órgão), e aguarda um novo julgamento. 

Apesar de a sanção ter sido aplicada em decorrência de episódios envolvendo o Campeonato Brasileiro da Série B, Lisca cumprirá a pena na Copa do Brasil, já que ambas as competições são organizadas pela CBF.

Outras punições

Se não vai poder contar com o treinador diante do Treze-PB, o Coelho conseguiu uma vitória no STJD.

O Alviverde informou que o órgão aceitou o pedido do clube para converter as punições decorrentes das expulsões do técnico nos jogos contra Ponte Preta e Cruzeiro, também pela Série B, em doações para instituições de caridade.

No confronto desta quinta, o América será dirigido pelos auxiliares Cauan de Almeida e Márcio Hahn.

Por ser melhor ranqueado que o adversário, o Coelho tem a vantagem do empate no duelo.