Mais que o acesso, o América está forte na briga pelo título da Série B do Campeonato Brasileiro. Com a vitória por 2 a 1, nesta terça-feira (24), sobre o Juventude, no Estádio Independência, o Coelho está agora a apenas quatro pontos da líder Chapecoense, que ao mesmo tempo do jogo em Belo Horizonte foi derrotada por 1 a 0 pelo Cruzeiro, na Arena Condá, no interior de Santa Catarina.

América Juventude Série B 2020Em lance de oportunismo, Rodolfo marcou o gol da vitória do América sobre o Juventude, no Independência

A vitória americana, que fez o time do técnico Lisca, que é vice-líder, abrir seis pontos de vantagem em relação ao quinto colocado, que é o Cuiabá, começou com um golaço do volante Juninho, logo aos sete minutos.

O meia Renato Cajá empatou para o Juventude também com um belo gol, aos 33, mas dez minutos depois, Rodolfo, em lance de oportunismo, aproveitou rebote do goleiro Marcelo Carné e decretou o 2 a 1.

Na segunda etapa, o Juventude se abriu em busca do empate, mas esbarrou na forte defesa americana. Mesmo na etapa final, as melhores oportunidades foram do Coelho, que teve competência para segurar o placar.

O América volta a campo pela Série B do Campeonato Brasileiro na próxima sexta-feira (27), quando encara o lanterna Oeste, às 19h15, na Arena Barueri, na Grande São Paulo.

A FICHA DO JOGO

AMÉRICA 2
Matheus Cavichioli, Daniel Borges, Messias, Anderson Jesus e João Paulo; Sabino (Flávio), Juninho e Alê (Calyson); Ademir (Léo Passos), Rodolfo (Marcelo Toscano) e Felipe Azevedo (Felipe Augusto). Técnico: Lisca

JUVENTUDE 1
Marcelo Carné; Igor, Genilson, Nery Bareiro e Hélder; João Paulo, Gustavo Bochecha (Carlos Eduardo), Marciel (Gabriel Bispo) e Renato Cajá (Gabriel Terra); Rafael Silva (Wallace Tarta), Capixaba (Rafael Grampola). Técnico: Pintado

DATA: 24 de novembro de 2020
ESTÁDIO: Independência
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
GOLS: Juninho, aos 7, Renato Cajá, aos 33, e Rodolfo, aos 43 minutos do primeiro tempo
ARBITRAGEM: Diego Pombo Lopez, auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira e Daniella Coutinho Pinto, todos da Bahia
CARTÃO AMARELO: Hélder, Nery Bareiro, Rafael Grampola, Marciel e Gabriel Terra (Juventude)